Tema: Misc

Será que a TV vai voltar a ser o centro das atenções?

De tempos em tempos, ouvimos alguém falar em  “telas” por aí. A “primeira tela”, a “sgeunda tela”, e por aí vai. Parecem aqueles marcos que separam as Internets em fases (quantas vezes já ouvimos falar em Web 2.0, Web Square, etc?), mas em muitos momentos isso faz bastante sentido e é interessante observar as migrações de interesse e atenção dos usuários/consumidores pelos canais existentes.

Qual será o próximo passo? O que iremos inventar de nvas telas que despertem esse interesse. Será que o Google Glass poderá ser considerado uma  “tela” diferente dos celulares e tablets? o que dizer do iWatch, que ainda nem foi lançado e já existe fila de interessados? A minha aposta é outra: a TV, ou melhor, a convergência na TV.

TV, a primeira tela

TV, a Primeira Tela

Tudo começou com ela, há (a sensação é de) eras. A TV se tornou o centro das reuniões familiares, da publicidade, da divulgação de notícias e do entretenimento. Ainda hoje se investe uma grana exorbitante nesse canal, que já foi tantas vezes dado como morto, assim como o rádio, o jornal e a revista. Continue lendo “Será que a TV vai voltar a ser o centro das atenções?”

Stay hungry. Stay foolish

Steve Jobs 1955-2011A computação pessoal, como a conhecemos, perde hoje um dos seus 3 pilares mais importantes. Steve Jobs, aos 56 anos, após lutar bastante contra um câncer no pâncreas, faleceu, deixando todos nós órfãos. Órfãos não de seus produtos ou da empresa que fundou, e que certamente continuará em bom caminho, mas de sua genialidade. Sim, esse é um dos homens a qual tenho a humildade de reconhecer como gênio. E ele fará falta.

Jobs mudou o mundo da computação mais de uma vez. Ao revolucionar o computador e transformá-lo em algo pequeno e pessoal, ao reduzí­-lo o bastante para ser portátil, depois transformá-lo em algo bonito, além de útil; deu outro giro no mundo ao lançar o iPod, mais tarde o iPhone e na sequência o iPad. Jobs também lançou, antes da 3Com lançar o Palm, um palmtop – o Newton – mas era muito í  frente de seu tempo e fracassou como produto. Ironicamente hoje, o iPad é um dos (se não “O”) dispositivos móveis estilo tablet mais utilizados no mundo, imitado e mais uma vez, divisor de águas, de uma era.

A Era Jobs, como provavelmente será conhecido esse perí­odo em que pudemos contar com sua brilhante presença, acabou. Um gênio se foi e não poderá ser substituí­do, como todos as mentes geniais que passaram por aqui. Só nos resta agradecê-lo pelo seu legado. Seu sonho, missão e lema sempre foi levar o computador a todas as pessoas, de forma simples, fácil, bonita e principalmente útil. Jobs, você conseguiu. Continue lendo “Stay hungry. Stay foolish”

Novas regras para importação entram em vigor hoje

Quando a Receita Federal anunciou as novas regras para importação por bagagem (diferente de comprar via Internet e mandar entregar, ok?), os brasileiros ficaram eufóricos. Teve gente comprando passagem antecipada só para fazer comprinhas nos EUA sem impostos. Mas a coisa não é bem assim e é bom ficar de olho para não ter nenhum problema em sua próxima viagem ao exterior.

Novas regras de importação

Antes, alguns produtos já não eram tarifados, como livros e roupas, e o que fosse diferente disso entrava no regime de tarifação de excesso de cota, caso ultrapassasse o valor de US$ 500,00. A diferença agora é basicamente a isenção do imposto para objetos comprovadamente de uso pessoal e profissional, incluindo aí­ aparelhos eletrônicos (não todos).

Só que muita gente interpretou o tal “uso pessoal e profissional” como oba-oba. “Ah! O meu X-BOX é pra meu próprio uso, então posso trazer”. WRONG! O uso pessoal e/ou profissional da lei está especificando o seu uso lá fora, enquanto está viajando, sacou? Então, por exemplo, você pode alegar que comprou uma câmera digital para fazer as fotos da viagem e por isso, pode trazê-la, desde que esteja usada e apenas uma unidade (viu, espertão?). Um condicionador de ar vai ser bem complicado provar que você precisou dele. Continue lendo “Novas regras para importação entram em vigor hoje”

Célula sintética é criada

Craig Venter, cientista-empresário que participou do mapeamento do genoma humano e é bastante criticado por cientistas no mundo todo por conta de suas experiências maravilhosas com interesse comercial, anunciou ontem sua mais recente descoberta, com impactos profundos em todas as áreas e, como de costume, bagunçou tudo e gerou muito barulho.

A equipe de Venter conseguiu injetar em uma célula, o código genético manipulado de uma outra, gerando pela primeira vez uma célula “artificial”. Entre aspas porque o material celular destino não foi criado sinteticamente, apenas seu genoma, mas tá valendo.

A célula Frankstein aceitou o material genético e cumpriu sua função, se duplicando até bilhões de unidades, com diferenças quase nulas da célula original. Continue lendo “Célula sintética é criada”

Retrospectiva 2009. Que venha 2010!

Ano acabando, outro na sequência, vem meu tradicional post retrospecto e planejamento (quer ler os outros primeiro? Então vai lá: 2007, 2008). Os textos que escrevo aqui, mais que uma listagem que pode servir para me lembrar e guiar no ano que vem, é uma reflexão pessoal. E, para mim, não há forma melhor para refletir que escrever.

Retrospectiva 2009

Não, eu não fiz tudo o que gostaria de ter feito ou me planejei para isso. No entanto, esse ano foi sensacional. De verdade, foi um ano fantástico. Fiz algumas coisas que planejei, outras que nem imaginava.

  • Participei de eventos bacanas no Brasil como o Campus Party, Digital Age e InterCon, além do Web 2.0 Expo, em San Francisco, um dos maiores eventos de Internet do mundo. De quebra fiz minha primeira viagem para o exterior, conheci uma cultura nova, vi como as pessoas agem e pensam em outro paí­s. Foi uma experiência fantástica que espero repetir outras vezes, seja profissionalmente ou por lazer mesmo.
  • Conheci pessoas legais, inteligentes e importantes. Até mesmo celebridades do nosso meio, como Mark Zuckerberg – criador do Facebook – e Rodrigo Teijeiro, o homem por trás do Sonico (só falta agora o Orkut ;-)).
  • Trabalhei, até novembro, no maior agregador de blogs em idioma português, o BlogBlogs e aprendi muito. Não consegui realizar tudo o queria, mas muita coisa legal aconteceu e é isso que fica. Foi muito bom enquanto durou. 🙂
  • Aprendi como funciona uma startup e uma corporação. Vi a WebCo nascer e morrer, sendo absorvida pela iniciativa digital da Editora Abril, vi produtos serem criados loucamente e outros serem encerrados; vi gente boa sendo levada pelo mercado; conheci bons chefes e outros péssimos (de bônus, aprendi a identificá-los); entendi que dinheiro de sobra e bons profissionais não garantem bons resultados.
  • No finalzinho do ano, minha avó paterna faleceu. Sofri bastante, me dei espaço para chorar, embora minhas crenças sugiram a inexistência da morte, quando acontece com uma pessoa muito próxima, é natural. Usei isso para refletir sobre a temporariedade de nossa existência, a importância da famí­lia e o quanto deixamos de curtir essas pessoas por motivos frí­volos. A experiência acabou me aproximando mais das pessoas que amo.
  • Aproveitei a mudança de planos do final do ano para esticar minhas planejadas férias em Salvador (é de onde estou escrevendo essas linhas). Mais tempo na terrinha, mais pessoas pra ver, mais momentos pra curtir e um bronzeado mais duradouro para meu retorno ;-).
  • Escrevi artigos para revistas, dei entrevistas, colaborei com matérias e outros projetos, me aproximei mais de agências e empresas, conheci melhor como funcionam as coisas por trás das cortinas. Pude ensinar e aprender coisas interessantes no mercado de comunicação tradicional e digital.

E 2010, como será?

Se em 2009, em plena crise, muita coisa boa aconteceu, o mí­nimo que espero em 2010 é que seja tão bom quanto. Se for ainda melhor, viva! A listinha de coisas que espero fazer inclui algumas que protelei, mas que ainda estão nos planos.

  • Quero ler mais, escrever mais, ver mais filmes. Nesse ano eu fiz mais isso que no ano passado, então, essa meta vai ser ainda melhor de se cumprir em 2010.
  • Tenho uns projetos pessoais que quero tocar, não se limitando aos blogs. Não são a prioridade absoluta, mas tenho empreendido algum tempo neles. Seria ótimo vê-los germinando no próximo ano e quem sabe na próxima retrospectiva eu esteja falando sobre o andamento deles, hein?
  • Ok, todo ano eu digo a mesma coisa, mas agora vou ter que tirar minha habilitação de qualquer jeito. Chega de enrolação, em 2010 eu quero estar dirigindo, se possí­vel, meu próprio carro.
  • Ah, essa eu começo a cumprir: me matriculei na faculdade novamente. Volto a estudar em fevereiro. Dessa vez, Marketing. Vamos ver se esse eu concluo ;-).
  • Mais uma viagem ao exterior está incluí­da nos planos. Se der, será Web2Expo novamente. Ou New York ou Londres, fim do ano. De repente acontece alguma outra antes, quem sabe?
  • Uma das coisas que tenho planejado é um livro. Quero deixar essa meta separada para poder me dedicar um pouco mais a ela. Ainda não sei se publicarei apenas como e-book ou também impresso. Vai depender muito de formato, investimento e obviamente conteúdo.
  • Continuar tocando a vida dando valor í s coisas que realmente importam, evoluir como profissional e como pessoa, conhecer mais pessoas legais e me aproximar mais dos amigos.

Desejo a todos vocês um 2010 tão bom ou melhor que 2009.

Quais são os seu planos, hein? Compartilha conosco.