• Social

    Como fazer pufe, cadeira e sofá de garrafas PET

    Desde que eu escrevi um pequeno texto com uma coletânea de alternativas ecológicas de reaproveitamento de garrafas PET, recebo diariamente visitas e contatos a procura de instruções de como fazer um pufe, cadeira ou sofá com garrafas PET. Eu nunca fiz nenhum – até mesmo separei um tutorial para tentar colocar a idéia em prática e já estou juntando as garrafas – mas para adiantar e tentar atender quem procura, fiz uma outra coletânea (menor), que você pode ver abaixo.

    Pufe (ou Puff) de garrafa PET

    Puff de garrafa PET

    A grosso modo, um pufe feito com garrafas PET é simplesmente um aglomerado de garrafas encaixadas, unidas por fita e com uma cobertura bonitinha pra dar uma disfarçada. Parece ser bem simples a confecção de um.

    O material é, basicamente:

    • garrafas PET (óbvio);
    • fita durex larga;
    • papelão grosso;
    • cola de sapateiro;
    • uma espuminha pra aliviar a retaguarda;
    • um tecido para cobrir.

    Tutorial passo-a-passo com video ensinando como fazer um pufe com PET.

    Cadeira de garrafa PET

    Cadeira de garrafa PET

    O primeiro passo para se fazer uma cadeira com garrafas PET, é fazer um pufe ;-). Se o formato for quadrado, mais fácil ainda encaixar um recosto e prendê-lo junto ao assento. No site da Rede EcoBlogs, tem um tutorial ilustrado ensinando direitinho como fazer uma. Além da fita, eles pedem barbante e chave de fenda, para construir o móvel. Basicamente um pufe com recosto.

    Tutorial passo-a-passo de como fazer uma cadeira com PET.

    Sofá de garrafa PET

    Sofá de garrafa PET

    Agora vem o desafio! Você já aprendeu a fazer um pufe, que se mostrou ser um passo necessário para criar uma cadeira e agora imagine que essa cadeira tem um assento grande o suficiente para duas pessoas sentarem e um recosto confortável e seguro o suficiente para possamos sentar e deitar para ver TV. Esse é o nosso sofá feito com PET. 🙂 A professora Graça, de Navegantes (SC), já fez e deixou fotos para provar o feito em seu site. Não achei tutorial, mas se você for esperto, consegue fácil fazer um mod da cadeira ;-).

    Fotos do sofá feito com PET, pela professora Graça de Navegantes.

    E você, tem alguma dica, um tutorial, uma cartilha que ensine passo-a-passo a fazer um desses ou algum outro móvel com material reciclado? Envie pra mim, que eu terei o maior prazer de disponibilizar aqui no blog.

    Veja também

    Como fazer bolsas ecológicas utilizando caixas de leite!

    Aprenda a criar lindas bolsas ecológicas e ainda faturar um bom dinheiro, com até 400% de lucro!
  • Negócios,  Social

    Reuso e reciclagem da garrafa PET

    Camiseta feita com garrafa PETAproximadamente em 1988 a garrafa descartável feita com polietileno tereftalato – ou PET, como conhecemos – surgiu como opção leve e barata para substituição das pesadas e de alta manutenção, garrafas de vidro. Infelizmente, não foi lançada em conjunto com as embalagens uma solução para o recolhimento e reutilização das mesmas, muito menos reciclagem.

    O Brasil produz anualmente cerca de 3 bilhões de garrafas PET, um produto 100% reciclável, mas o volume de reciclagem atualmente beira os 50%. Isso significa na prática que pelo menos 1 bilhão e meio de plástico não-biodegradável é descartado no meio ambiente por ano, o que significa algumas centenas de anos para absorção na natureza.

  • Social

    Aquecedor de garrafa PET

    O Sr José Alano, aposentado, morador da cidade de Tubarão em Santa Catarina, desenvolveu um sistema de aquecimento de água inovador em vários sentidos. Além de utilizar materiais que seriam descartados na natureza, tem baixo custo, é autônomo, utiliza-se de energia limpa (solar) e foi patenteado de forma que não possa ser comercializado.

    Tive a oportunidade de ver o sistema em funcionamento e posso afirmar que essa é uma iniciativa que vale a pena ser divulgada, espalhada e praticada aos quatro cantos. Conheça o aquecedor de garrafa PET.

    Materiais envolvidos na montagem

    O sistema utiliza garrafas “PET” de refrigerantes, embalagens “longa vida”, tubos de pvc e tinta preta. Esse é o material básico para se construir o sistema, que pode ser incrementado ou melhorado com modificações no projeto (como a utilização de canos de cobre, por exemplo), mas a idéia do projeto é possuir o menor custo possí­vel, para viabilizar o cunho social.