• Util

    Como instalar o Token e Certificado Digital e-CNPJ no Mac

    SafeNet-on-MacOSEssa é uma daquelas coisas que a gente sempre vai empurrando com a barriga até o dia em que realmente precisa. Quando tive que implementar o Certificado Digital em minha empresa, foi na correria. Tinha que emitir a NF-e Paulista naquele dia e descobri da necessidade do token, do prazo para cadastro, etc. Resultado: alguns dias de atraso no pagamento e muita correria para emitir a nota.

    Como não havia um tutorialzinho básico na Internet e, por telefone, o suporte técnico dos Correios falou que só dava suporte para Windows, acabei instalando tudo no computador da empresa que estava prestando serviços e pronto. Não toquei mais no assunto, problema resolvido.

    Aí hoje eu precisei emitir uma nota e … f*deu. Segui 3 procedimentos diferentes que achei na Internet, e após 3 horas de pesquisa – incluindo uma busca louca pelos documentos que usei para criar o certificado na primeira vez – consegui instalar tudo e fazer funcionar no MacOS, sem precisar instalar uma Virtual Machine de Windows (a solução mais rápida).

  • Eventos

    WWDC 2010 – Rumores e expectativas

    Desde o tal “vazamento” do novo iPhone, primeiro no Gizmodo (que assumiu ter comprado o equipamento de quem o “achou”) e depois outros dois protótipos em diversos sites, blogs e ví­deos espalhados na Internet, todos os olhares para o WWDC 2010, evento mais importante da Apple e consequentemente do mercado de tecnologia, que acontece amanhã, estão voltados para o lançamento do novo smartphone da maçã. Longe de termos qualquer certeza sobre o que será apresentado na feira anual, que é voltada ao público desenvolvedor, temos nossas expectativas e, claro, já existem boatos circulando na rede.

    O WWDC sempre movimenta a imprensa em torno da marca, e a Apple sabe explorar isso muito bem. Tudo o que já é óbvio fica exposto, como o anúncio da quantidade de aplicações na App Store, o lançamento do iPhone OS 4, tudo boi de piranha. O que vai ser mesmo capa de revista, portal e blogs no mundo inteiro fica sempre escondido até o último momento. í€s vezes somente depois do famoso “one more thing” do Steve Jobs é que a vedete do evento é revelada, sendo publicada simultaneamente no site da Apple (incrí­vel como é sincronizado) e abrindo os banners do local do evento, o Moscone Center em San Francisco.

    Nessa altura, dois (e apenas dois) jornalistas que Jobs confia e considera os mais importantes em tecnologia, já receberam os protótipos há uma semana e já prepararam matérias exclusivas, que nunca serão publicadas antes do anúncio no Moscone. Outros veí­culos também receberam teasers do que seria lançado, mas nada revelador. Tudo para manter o mistério por trás do evento, a expectativa e gerar o máximo de mí­dia espontânea possí­vel sobre a marca nos dias que o precedem e nos seguintes.

    Por esse motivo, pelo zelo que Jobs possui por seus segredos, a reação para o vazamento do iPhone 4G tenha sido um tanto quanto exagerada. E pelas mesmas razões, o Gizmodo, um dos maiores blogs de tecnologia do mundo e também o responsável pela exposição do protótipo ao mundo, pela primeira vez não obteve autorização para o evento da Apple e vai precisar da ajuda de leitores “voluntários” para cobrí­-lo. Bem, eu entendo perfeitamente essa decisão da Apple, e você?

  • Produtos

    Como usar um HD com NTFS em um MacOS

    Eu tenho um HD IDE de 200 GB encostado desde que me livrei de meu último computador desktop. Era um PC rodando bem um Windows XP. Por falta de tempo, preguiça, vergonha na cara e (o principal motivo) nunca ter precisado de nenhum arquivo que estava no backup, não havia ainda comprado um case externo para ligar o HD no notebook.

    Como ganhei um do Komel (valeu, Mafa!), resolvi ligar e testar se ele ainda estava funcionando, depois de tanto tempo guardado (muito bem guardado, com plástico bolha e tudo). Meu primeiro teste foi ligá-lo no MacBook, pois o único cabo disponí­vel era Firewire e os PCs aqui de casa não possuem essa interface. Liguei, funcionou, belezinha! It’s alive! 🙂

    A primeira coisa que tentei fazer foi renomear o HD, opção que não estava disponí­vel. Imagem abaixo do Disk Utility.

    Ao investigar, descobri que o danado estava em modo read-only e comecei a minha caça no Google pelo problema encontrado (query: mac os firewire ntfs read-only). Os primeiros resultados, sites de suporte ao Mac e etc, davam conta de que o Mac não conseguia escrever no NTFS (sistema nativo do XP, além do NT) e que a única maneira seria simplesmente plugar num Windows, fazer um backup, formatar o HD como FAT32 (eca) e daí­ o equipamento estava pronto para ser lido tanto em um Mac quanto em um PC.

    Ah tá, eu não aceito as primeiras sugestões que me dão, portanto, mudei minha query de busca para a solução que eu queria (query: mac os ntfs read-write). BINGO!