Internet

WordPress como CMS

CMB Consultoria screenshotO WordPress é um CMS muito utilizado para construção de blogs, sua aplicação principal desde o nascimento. O que muitos não vislumbram é que o WP pode ser utilizado para gerenciar um site comum, contendo ou não uma seção de artigos.

Dada sua flexibilidade, atualizações constantes e uma imensa comunidade para dar suporte e criar ferramentas para ampliar suas capacidades, o WP se tornou um CMS viável e poderoso, principalmente para sites pequenos e portais verticais de pequeno porte.

Dicas úteis sobre a utilização do WP como CMS

Defina corretamente a estrutura do seu site antes de qualquer coisa. Pense em conjunto com o WordPress, í  medida que explora suas funcionalidades e plugins existentes na Internet. Uma boa categorização dos elementos facilitará bastante a implementação e manutenção do site posteriormente.

Use páginas para o conteúdo estático. Todo site institucional possui conteúdos que não se modificam com o tempo (pequenas alterações não contam) e os mecanismos de busca indexarão muito melhor seu conteúdo se ele for uma página.

Utilize URLs textuais. Habilite a opção do WP para utilizar os nomes das páginas e artigos como endereço da mesma. Muito mais fácil para identificar nos tí­tulos das páginas e com uma indexação também muito melhor. Lembre-se nesse passo da relevância do tí­tulo de sua página com relação ao conteúdo, links e menu.

Explore ao máximo as caracterí­sticas dos plugins instalados. Use ferramentas que otimizem os comentários, permita trackbacks, instale plugins que controlem os formulários de contato e apresentem galerias de imagens. Quanto mais recursos você tiver disponí­vel – e utilizar, obviamente – mais rápida e fácil se torna a manutenção, mais interativo o site se mostra.

Deixe claro que um blog é um blog. Se você previu uma seção para artigos, deixe claro que isso é um conteúdo dinâmico, atualizado constantemente e possibilite comentários e assinatura de feeds. Separe no seu template o arquivo page.php do arquivo index.php e single.php. Cada um tem seu papel e deve ser utilizado corretamente. Não deixe que uma página se pareça com um post e vice-versa. Se a empresa pretende manter um blog, insista com o cliente em usar o termo blog e não artigos ou notí­cias.

Identifique as seções e use um sidebar personalizado. Em cada página você pode ter conteúdos diferentes de acordo com a seção em que o usuário está acessando, porém o arquivo sidebar.php será o mesmo em todas as situações. Identifique com as Conditional Tags e exiba conteúdo de acordo.

Caso de estudo: CMB Consultoria

[tags]Blogando24h, WordPress, Desenvolvimento, CMS, Padrões Web[/tags]

Uso o wordpress já há alguns anos, o mais interessante é que ele é um cms em constante evolução, o que nos garante o que há de melhor em tecnologia digital de forma simples e descomplicada.

Realmente, o wordpress está evoluindo muito, recentemente o hot site da ivete sagalo usou integração com a plataforma do wordpress, ate mesmo projeto na própria Rede Grobo já usaram para integrar com outras técnologias. WordPress é wordpress.
Abraços!

Estou com um projeto de criar um CMS personalizado para um provedor, estou seriamente pensando em utilizar o WP e criar plugins com os módulos personalizados…. Será que a licença de distribuição do WP (que eu nem sei qual é ainda) permite?

Valeu pessoal,

A participação de todos foi super importante para que conseguí­ssemos chegar a esse finalzinho (calma, ainda não acabou, o último post é as 23h).

Abraço

WordPress como CMS? Roda sim e redondo, tanto que utilizei ele por um bom tempo em alguns site que administro. Fiz isso até eu concluir o CMS que estava fazendo.

O melhor de tudo é que usei o Worpress como modelo de arquitetura e estou muito satisfeito com o mesmo. 😀