Internet,  Segurança

Crimes virtuais aumentam 6.513% no Brasil

Cuidar do seu sistema operacional (principalmente se for Windows), da atualização do antivirus, não abrir e-mails suspeitos, seguir regras de segurança dos bancos…. a lista de procedimentos de segurança na rede só faz crescer.

A explicação para o aumento dos crimes virtuais é bastante simples. Bancos e cartões de crédito – as vítimas preferenciais dos cyberbandidos – têm cada vez mais segurança. O resultado é a migração dos golpes para a internet.

Como se defender

A ferramenta mais utilizada, segundo estudo divulgado hoje, com dados  do período 2004/2009, é o spam. E a culpa, infelizmente, é da pouca educação do usuário brasileiro.

Desacostumado ao uso da internet, ele clica em links de e-mails duvidosos, não sabe conferir se a página que está visitando é legítima, não cuida bem de suas senhas. As dicas:

1. Não permita que o navegador preencha automaticamente seu login e senha. Quantas vezes já vi gente que programa o navegador para guardar seus logins e senhas? Este é um ótimo caminho para ser vítima. Caso sua máquina seja infectada, a bandidagem cibernética colocará as mãos em seus dados.

2. Verifique no site oficial da empresa se a promoção realmente existe. Bancos e empresas cansam de colocar avisos em suas páginas sobre e-mails falsos em circulação. Internautas nunca vão checar antes de clicar. Verifique na página antes se aquela promoção realmente existe.

3. Desconfie de e-mails enviados pela Receita Federal, Justiça Eleitoral ou qualquer outro órgão oficial. Eles costumam se comunicar por cartas, nunca por e-mail.

4. Senhas são pessoais e intransferíveis. Guarde-as bem. Crie senhas seguras e que você consiga memorizar sem dramas.

Veja as dicas completas do Balela.info aqui.