Eventos,  Internet

CENSURA! Campuseiros estão proibidos de acessar o Google

UPDATE IMPORTANTE!

Alguns participantes do Campus Party Brasil amanheceram hoje com mais uma notí­cia absurda: o Google está PROIBIDO dentro do evento e algumas bancadas estão com o acesso bloqueado ao endereço. Ao tentarem acessar o site de buscas mais famoso do mundo, vocês verão essa mensagem:

Google bloqueado na Campus Party

Crédito da imagem: Henrique Pereira, que descobriu o veto primeiro

HACK THE WORLD!

Para resolver essa atitude repressiva ridí­cula e de clara censura, basta adicionar os endereços do OpenDNS ao seu computador. Os IPs são: 208.67.222.222 and 208.67.220.220. Adicionem esses IPs como servidores de DNS primário e secundário em seu computador.

Como se já não bastassem as repressões já divulgadas por aqui com relação a regras não estabelecidas previamente, por uma organização “paralela” formada pela equipe de apoio, agora essa censura tecnológica, bloqueando os usuários e impedindo-os de efetuar buscas, checar e-mails, verificar seus feeds, suas agendas, etc.

Repetindo para frisar bem: EVITE O BLOQUEIO DE SEU ACESSO! Insira os endereços IP do OpenDNS como servidores de nomes em suas máquinas: 208.67.222.222 and 208.67.220.220.

UPDATE: O bloqueio não foi de responsabilidade da organização do evento, mas de um pseudo-hacker que se achava intangí­vel.

@Walmar,

Errar é humano e assumir seu erro também. No meu caso, não só assumi a precipitação – causada pelo calor dos acontecimentos (você não imagina o clima que estava com as contradições nas regras impostas aqui) – como fiz um novo post com correção e editei esse aqui encaminhando os futuros visitantes ao novo. Não quero negar o direito que temos í  verdade e não quero apagar o post para encobrir meu erro. Prefiro que me critiquem (eu mereço) pelo acontecido e que eu use isso como aprendizado.

Sobre o “Erramos”, funciona no impresso, quando não podemos corrigir a notí­cia já impressa e distribuida. Mas na Internet, o correto seria editar a informação errada e corrigí­-la, o que é rarí­ssimo em qualquer veí­culo tradicional, mas muito comum em blogs.

Sou contra as brigas e costumo apontar defeitos e qualidades tanto em blogs quanto em jornais e portais. Esse é meu papel enquanto editor de um blog de tecnologia focado em Internet. E é minha opinião também, como consumidor dessa informação que é gerada por todos os lados.

Acredito firmemente que temos muito a aprender com os jornalistas e eles conosco. Basta que reduza a animosidade e aprendamos a nos aproximar e conversar.

Obrigado a todos pelos comentários.

Manoel, sejamos justos, a Folha também tem o “Erramos” no qual todo dia saem diversas correções sobre informações equivocadas que eles publicam. Tanto no on-line quanto no impresso. É fato que não fizeram isso naquela matéria do Dulcetti, mas todos estamos passí­veis de erros, como aconteceu contigo neste post. Não é nada condenável. Os erros são nossos amigos, nós aprendemos com eles. Eu, que sou jornalista por formação e blogueiro, não vejo ganho para nenhum dos lados ficar alimentando essa intriga de blogs versus jornais de papel.

@Fábio,

A diferença entre isso que aconteceu e o que ocorre MUITO com a mí­dia tradicional é que eu fiz um NOVO POST, o link está no INíCIO desse aqui, com todas as informações do bloqueio após todas as averiguações.

Blogs são conversações, sabe? Eu estou aqui 24 horas por dia imerso no evento, comentando o que estou vivenciando e não transcrevendo notí­cias.

Abraço e volte sempre

Incrí­vel!!!
Você falou tanto do que a Folha fez no primeiro dia e acabou fazendo a mesma coisa. Sem averiguar os fatos. E ainda dizem que os blogueiros vão substituir os repórteres!!!
Que PAPELíƒO!!!!

Ave Maria!

É só juntar os fatos. Vamos lá, eu ajudo.

– Nunca passaria pela cabeça da organização de qualquer evento, ainda que fosse a da XIV Reunião do Lar dos Velhinhos, bloquear o Google.

– O aviso é tão surreal quanto a idéia de bloquear o Google.

– É um evento cheio de nerd. Tudo o que eles mais sabem na vida é de computador. E todo idiota que se acha espertinho em alguma coisa gosta de aparecer. Nem todos os nerds são idiotas, mas há muitos.

– Diante de tudo isso, vem um cara num blog, sem nem a organização ter confirmado a tal proibição e grita CENSURA?
Tá brincando comigo? Tem quantos anos, 12?

Aposto um mac book air que é gracinha.

@Cynara, sim, claro. Embora a ‘comunicacion’ seja um pouco complicada, entendemos que eles não sabem do que se trata e estão investigando. Enquanto isso, uma das bancadas do Campus Blog continua bloqueada. O pior é que mais cedo houve bloqueio também do Flickr e Twitter.

@Canha, não sei. Os blogs não fazem esse tipo de coisa 😉

@CesarCardoso, se fosse DNS bichado a mensagem não seria “veto por conteúdo impróprio”, não acha?

O mais hilário eh tentarem bloquear alguma coisa de pessoas que passam a maior parte da suas vidas de frente a um PC e que em menos de 10min em frente ao pc consegue acessar tudo normalmente.

Decepção.

Pois é! Eu que não estou lá já fico de cara! Os administradores parecem estar brincando com os campuseiros, pior. Pensem no ano que vem, provavelmente muita coisa será diferente, bom…se tiver alguma coisa…

Curioso se não fosse no Campus Party, agora me explica? O Campus Party é um evento infantil? Alguem deu alguma explicação para a censura sem nexo? Seria por causa do Bombing da Preta Gil? Loucura, a censura realmente vem de onde menos se espera.

Ahn…

1) Usar o OpenDNS é uma boa em qualquer situação 😀
2) Eles não bloquearam, se tivesse bloqueado DE VERDADE nem com OpenDNS se acessaria o Google. Ou acham que os campuseros são otários e bastava fechar o DNS para ninguém consultar o Oráculo, coisa que duvido que aconteceu porque a espanholada é tudo menos idiota, ou então simplesmente o DNS da Telefónica está bichado, coisa que aposto que aconteceu.

Primeiro temos de ouvir o diretor geral do evento berrar no microfone que baixar P2P não é crime, que bloquear isso é censura, agora temos de aguentar isso.
Menos 1 ponto para o evento.