• Produtos,  Social

    Inclusão Digital Eficiente

    Quando se fala em inclusão digital no Brasil, só se lembra da velha promessa de muitos polí­ticos em fazer “distribuição de tecnologia”, fornecendo acesso ao computador í s camadas mais pobres da população. Mas não é somente o pobre que precisa ser incluí­do digitalmente. Mais difí­cil ainda é o acesso do deficiente fí­sico ao computador.

    Muitos estudos estão sendo desenvolvidos no intuito de tornar a interface do computador, normalmente comandada pelas mãos (teclado e mouse), amigável para outras formas de interação como movimentos do olho, voz, boca e até mesmo pensamentos. Alguns equipamentos e tecnologias são apenas estudos primários, mas alguns deles já estão em forma de protótipo e esperando ajuda para formalização do produto para entrar no mercado.

    ACCS GRAViTONUS in use

    Um bom exemplo é o equipamento que permitirá controlar o computador com a lí­ngua, uma solução para quem não possui movimentos nos braços. O aparelhinho, batizado de ACCS (Alternative Computer Control System – ou Sistema Alternativo de Controle de Computadores) GRAViTONUS, já tem uma “cara” de produto comercializável, e pelas fotos parece ser confortável ao utilizador além de não intrusivo. Estão esperando um parceiro para produzí­-lo.

    Você conhece alguma empresa interessada? Indique o site do produto.

    Fonte: Engadget

    [tags]acessibilidade,computador para todos,democratização,gadgets,inclusão digital, usabilidade[/tags]

  • Mobile,  Produtos

    Novo iPhone e o futuro da integração

    iPhoneAgora que acabou a novela da CicaTube, podemos voltar tranquilamente aos assuntos que realmente fazem alguma diferença (em tempo: continuem com os protestos).

    Apple lança o iPhone

    Finalmente, após muitos rumores espalhados na Internet, a Apple anunciou o lançamento do seu produto que mistura iPod, Internet, Wi-Fi, handheld e telefone celular: o iPhone.

    Com isso a Apple sai na frente mais uma vez e cria um novo hype. Quem não quer ser um feliz possuidor do novo gadget? Ainda mais rodando MacOS X, integrando vários equipamentos em um só, acessando a internet sem fio, sendo pequeno, bonito e praticamente sem botões!

  • Internet,  Negócios

    Monopólio. Um assunto esgotado?

    Hoje eu estava refletindo sobre o assunto após inconscientemente escolher um aplicativo de gadgets para testar. Já havia testado um que foi descontinuado, e hoje resolvi instalar o Google Desktop. Após algumas sequências de cliques e escolhar sobre que gagdets adicionaria ao meu programinha, comecei a tomar consciência sobre um fato: Eu estava escolhendo basicamente produtos do Google.

    Tenho várias contas de produtos dessa poderosa empresa e quase todos uso no meu cotidiano, desde a primeira e mais famosa ferramenta de busca até o GTalk, passando pelo Earth, Maps, AdSense e outros.

    Fiz um paralelo com a Microsoft e percebi que apesar de filosofias bem diferentes, as empresas têm lá suas semelhanças quando se trata de fidelização de usuários. Conheço muitas pessoas que usam Google e não deixam por nada. Nem ao menos testam outros produtos semelhantes de empresas concorrentes.

    O Google espertamente colabora para que essa fidelidade só aumente, disponibilizando webservices e classes para acessar seus produtos fazendo-os interagir com outros, comerciais ou não, obviamente agregando valor aos seus próprios serviços e obtendo dados, informações, sites, rankings e outras coisas que a faz deter muita informação – o bem mais precioso que existe atualmente.

    O que, de fato, me preocupa é que o Google está aos poucos se tornando uma Microsoft. E se, seguindo o raciocí­nio da união entre as grandes Adobe e Macromedia, o Google se juntar com a Microsoft? Aí­, meu amigo, não tem mercado mais pra ninguém.

    Quem é a Besta na história?