SHOPPING | Tecnocracia

Coleção II Guerra Mundial - Vol. 2 (3 DVDs)

* Confira sempre o valor atualizado antes de efetuar a compra.
Coleção composta por 3 DVDs 1 ¿ A Morte no Bunker ¿ A Caída de Hitler - A história oficial nos diz que ele se suicidou, mas quem estava lá para dar essa informação ao mundo, também escreveu e escreve centenas de mentiras e invencionices para acalmar ou comover o mundo. Não se pode duvidar inclusive da possibilidade de terem lhe poupado a vida em troca da sua liberdade, para que ele pudesse desenvolver alguns de planos que eram mirabolantes para a época. Pois algumas nações (Usa) se tornaram muito poderosas e evoluíram tecnicamente e científicamente muito rápidas. As vezes é bom desconfiar do que a história oficial traz como verdade. Relato Histórico fantástico e indispensável aos amantes da história. 2 ¿ Iwo Jima ¿ Estratégia De Tadamichi Kuribayashi ¿ A Batalha de Iwo Jima (Operação Detachment) travou-se entre os EUA e o Japão, em fevereiro e março de 1945, durante a Campanha do Pacífico da Segunda Guerra Mundial. Como resultado da batalha, os EUA ganharam controle da ilha de Iwo Jima e dos campos aéreos localizados nessa mesma ilha. A batalha de Iwo Jima é conhecida universalmente pela fotografia dos soldados erguendo a bandeira dos EUA no monte Suribachi, mas existe uma história desconhecida por trás desta imagem. Antes que a foto fosse tirada, houve um tiroteio infernal em cima da montanha. Esta história é contada por veteranos da mais sangrenta batalha do Pacífico, onde 70 mil fuzileiros enfrentam mais de 21 mil japoneses entrincheirados em um campo de morte. O combate foi intenso, em parte devido à preparação japonesa, e as tropas norte-americanas capturaram o ponto mais elevado da ilha, o Monte Suribachi, enquanto perderam 6812 homens. 3 - A Batalha do Atlântico - A batalha do Atlântico foi um confronto marítimo que marcou a Segunda Guerra Mundial, travado no Atlântico Norte entre a Alemanha Nazista e os Aliados (EUA e Reino Unido). O objetivo de Hitler era, com sua frota de submarinos, bloquear as rotas comerciais entre seus aliados, visando a rendição do Reino Unido e a inviabilidade da intervenção norte-americana no cenário europeu do conflito. Desde o início das hostilidades, os alemães estavam cientes de que o domínio aliado dos mares era uma potencial ameaça aos seus planos de guerra. Para comandar a frota de U-boats alemães, Hitler nomeou Karl Doenitz ¿ que já possuía experiência como submarinista na Primeira Guerra Mundial, portanto compreendia as necessidades dos marinheiros e o potencial do submarino como arma de guerra. Mas a avidez do Führer por iniciar o conflito pegou Doenitz de supresa: ele contava com mais alguns anos de paz, até que pudesse dispor de uma frota com poder de fogo para ameaçar o comércio entre britânicos e norte-americanos. Em setembro de 1939, início da Segunda Guerra Mundial, o almirante comandava 57 submarinos ¿ bem menos do que as 300 embarcações com as quais um bloqueio contra a Grã-Bretanha seria efetivo.
* Confira sempre o valor atualizado antes de efetuar a compra.