Internet

Resultados de busca personalizados

O Google anunciou nessa quinta-feira (ontem, dia 20) uma nova feature em seu mecanismo de busca: a personalização dos resultados. A partir de agora – está sendo liberado gradualmente a todos os usuários – você vai poder dizer ao Big G se um determinado item retornado junto com os resultados de sua busca é ou não relevante, podendo alterar a ordem de resultados (priorizando um item mais relevante que outro) e até mesmo remover um item que não possua conteúdo de acordo com o que você busca. Além disso, você poderá fazer anotações em cada link retornado, para se lembrar depois de algum detalhe.

Inicialmente, tudo o que você alterar só vale para você – para utilizar o recurso, o usuário tem que estar logado com sua conta Google, mas a empresa não descarta a possibilidade de usar, no futuro, uma combinação de filtros feitos por usuários para construção de inteligência em seu algoritmo. Isso significa que um site que é bem rankeado para determinados termos de busca, mas não possui conteúdo relevante (cof cof sites caça-para-quedistas cof cof), por ser removido por muitos usuários, pode deixar de ser exibido para outros usuários. Alguém aí­ pensou em Bolha do AdSense?

Veja como fica um resultado de busca com os filtros pessoais habilitados

Ranking de Busca Personalizados

É a primeira vez que o Google usa (ou admite que usa) ações do usuário para influenciar diretamente em seus resultados de busca. Muita gente provavelmente vá reclamar que isso vai desacreditar os resultados ou o próprio PageRank, método utilizado pelo Google para ordenar automaticamente os resultados de acordo com a relevância, mas a grande verdade é que esse pode ser o passo da empresa na direção certa, levando em conta a inteligência coletiva (e não artificial).

Veja bem, já temos os links patrocinados, que são sugestões pagas, já temos o sistema de indicações de especialistas (meu amigo sugere links e eu vejo com destaque quando busco algo) e agora podemos estar presenciando o surgimento de um possí­vel Social Search. Hoje meus filtros funcionam apenas para mim, amanhã pode funcionar para meus amigos (com a opção de escolher quais meus contatos podem influenciar nos meus resultados de busca).

No futuro, teremos um grande filtro social, muito mais poderoso e inteligente que o PageRank, que poderá nos sugerir resultados baseado em nossas preferências, nossa rede de contatos, nossa localização geográfica, o clima local, seu histórico de navegação e trocentas outras variáveis que o Google pode usar (sabe-se lá se já não usa) e que faria muita gente defensora da privacidade online arrepiar todos os pelos do corpo.

All your base are belong to us, yet!

Pois de facto isto ja tinha sido antecipado por alguns tecnicos de SEO como eu proprio, se tiver interesse nesse sentido, eu tenho vindo a publicar alguma informacao acerca de como o google trabalha e como tem vindo a mudar, vou discutir isso em detalhe aqui:

http://seo-how-to-optimization.blogspot.com/

ainda a comecar mas em breve vai poder ler informacao em primeira mao acerca das novidades do google, tambem publico assuntos tecnologicos acerca dos media aqui:

http://www.nlopes.com

e

http://www.graphicdesignuk.nlopes.com/blog.html

Nestas paginas abordo assuntos de technologia e media, como leitor atento de blogues como o seu, deixo-lhe aqui o convite.

De resto, desejo-lhe um Prospero Ano Novo

N Lopes

Tb acho que é uma boa coisa, mas temo que no final das contas vá dar mais gás para os grandes portais.

Por outro lado, os sites daninhos ou parasitas que se cuidem.

Interessante a opção do google, eu leio muito sobre as ferramentas disponibilizadas pelo Google, utilizo diversas e já pensei em trabalhar com links patrocinados do google, gerenciando o serviço para outras empresas e este sistema de “organização”, caso venha a influênciar, a rede, além do próprio usuário conectado, pode vir a afetar o sistema de busca paga.