Internet

Para-quedista não lê – resultado de um experimento

Após observar durante vários dias que o artigo mais acessado deste blog era aquele que falava sobre roubos de senhas no Orkut, resolvi criar um experimento para testar até onde vai a ingenuidade das pessoas que procuram por esse tipo de tema.

Criei um post no Seriguela, falando do mesmo assunto e intencionalmente explicando que iria fazer uma brincadeira logo abaixo, num formulário, e terminei o post com o tal formulário. Queria medir a quantidade de pessoas que chegariam í quele post e digitariam efetivamente um e-mail para tentar “roubar” a senha do mesmo. Pura brincadeira, claro.

Utilizando a técnica que explico nesse outro artigo, rastreei os cliques com o Google Analytics e hoje fiz a leitura – uma semana depois do experimento no ar.

Resultado : de 88 pageviews (7 dias) que esse post teve individualmente, 79 pessoas preencheram o campo e clicaram no botão. Praticamente 90%.

Conclusão : Para-quedista não lê, só clica. Mas isso o Cardoso já falou …

Boa tarde,

Gostaria de saber se tenho como recuperar meu e-mail do hotmail que foi roubado. Eu não me lembro do e-mail alternativo.
Agora o ladrão está usando meu e-mail (zalins@hotmail.com)roubado para anunciar em um site (quebarato)e trair pessoas para uma loja virtual falsa por nome de “precobom.net

Se houver uma solução me ajudem por favor porque este e-mail é de trabalho.

Ficarei agradecido.

ahhhhhh eu sou um paraquedista.. mas eu leio, concordo com você e o cardoso , o numero de blogs cada vez mais aumentando creio eu que também a preguiça de muitos, pos a tentação parar crescer rapido sem muito esforço é fácil, tem muito que depois de 1 unico comenentário diz no final, ta linkado ae valeu?! como assim! parece aqueles fakes de orkut que lhe adicionam do nada! mas enfim.. espero que um dia isso melhore, abraço!

Mesmo os que lêem são uma piada, escrevi um post “como roubar senha do msn”, que basicamente dizia para pegar a senha quando ninguém estivesse olhando e sair correndo. Teve um que me xingou dizendo que não funcionava! Fico pensando como ele tentou fazer isso,

Muito interessante o experimento, parabéns pela idéia e por colocá-la em prática. Mas vejo um problema: acho que o principal motivo de “nenhum” paraquedista ler o conteúdo se dá pelo seguinte fato: ele deduz pelo tí­tulo que trata-se de uma ferramenta para roubar senhas, e como a maioria das pessoas, tenta usá-la sem ler as instruções.

Steve Krug em seu livro fala um pouco sobre esse fato de que as pessoas tendem a tentar usar sistemas por conta própria e só procuram ajuda quando não sabem mais o que fazer.

Não desmerecendo o experimento e muito menos o resultado obviamente (inclusive concordo com ele), mas acredito que seria mais fiel se tivessemos por exemplo apenas um link destacado do texto.

Interessante.
Isso mostra que a missão dos prestadores de serviço e muito dificil.
Do que adianta existir mais e mais recursos de segurança se os usuarios são a maior falha de qualquer sistema.