Internet,  Segurança

Golpe em caixa eletrônico do Unibanco

Pior que receber um e-mail com uma balela e ser responsabilizado por qualquer cagada, é ser enganado dentro do ambiente que você deveria considerar seguro. Um caixa eletrônico não deveria ser vulnerável a esse ponto.

E não estou falando de nenhuma traquitana montada por fora do caixa, com uma câmera ou coisa parecida. O probleme nesse caso é uma alteração interna, no software do equipamento, fazendo com que se pareça legítimo.

Foto de caixa adulterado no Carrefour da Chácara Santo Antônio.

Note a tela acima. Ela é exibida, em caixas adulterados, após a inserção do cartão. É igualzinha à tela original, com uns pequenos detalhes que – para pessoas menos distraídas – podem ser a diferença entre um saldo positivo e um negativo na conta bancária.

De uns meses para cá, o Unibanco passou a exibir o nome do correntista, no canto superior esquerdo da tela (onde se lê “Atenção!”). Nessa tela, obviamente, não é exibido nenhum nome, pois o programa não tem acesso ao banco de dados ou informações do banco que forneçam esses dados. Primeiro sinal de alerta!

A segunda dica não é tão óbvia, mas se você costuma prestar atenção nas operações, vai notar que o processo do Unibanco tem dois erros básicos:

ERRO 1) Faz muito tempo que a digitação da senha numérica não é solicitada de forma literal. O caixa exibe alguns botões contendo vários números e pede que o correntista aperte os botões que possuem os números de sua senha, como no exemplo abaixo (usado também no InternetBanking):

teclado virtual unibanco

ERRO 2) O Unibanco não pede a senha numérica antes de qualquer coisa. Só faz isso para concluir a operação solicitada (saque, extrato, etc).

O que fazer nesses casos?

  1. De maneira alguma, digite sua senha nessa tela. Aperte cancelar e prossiga, ignorando essas telas sem o seu nome, ou use um outro caixa eletrônico (o melhor a fazer).
  2. Certifique-se de que não está sendo observado. É comum que os golpistas fiquem por perto e até se passem por alguém querendo “ajudar” os correntistas com dúvidas. Não aceite esse tipo de ajuda e muito menos entregue seu cartão para terceiros “tentarem” por você.
  3. Oriente outras pessoas que estiverem na fila e explique o problema, aconselhando-as a não usarem o caixa.
  4. Informe aos seguranças locais, explicando detalhadamente e verifique se eles vão desligar a máquina e vetar o acesso à mesma.
  5. Denuncie ao banco por telefone. No caso do Unibanco, o número é 0800 726 1809.

ATENÇÃO! Se você digitou sua senha num esquema desses, verifique seu extrato bancário, comunique qualquer irregularidade e troque sua senha o quanto antes.

Os ataques aos caixas eletrônicos estão ficando cada vez mais difíceis de indentificar.. Apesar de não ser cliente do Unibanco, devidamente divulgado, sempre bom saber dos golpes 🙂