Internet

Central de Relacionamento Banco Real/Santander

Um novo golpe está sendo aplicado nos clientes do Banco Real e é provável que também se aplique ao Santander. Basicamente, o golpista usa de engenharia social para convencer a vítima a fornecer os algarismos de 3 dígitos, usados após o fornecimento da senha em caixas eletrônicos e, em alguns bancos, também no Internet Banking.

O grande perigo e fator de atenção aqui é o fato de o golpista possuir, e informar à vitima, todos os seus dados pessoais, como: número do CPF, endereço, número e categoria da conta bancária, filiação, etc. O que sugere vazamento de informações internas e exige investigação. A única coisa que o bandido pede são os 3 números de confirmação para, segundo ele, validar as operações de migração da conta bancária do Real para o Santander.

Algumas dicas para você, leitor, caso um dia receba uma ligação parecida com essa:

  1. Nunca, sob hipótese alguma, informe por telefone sua senha, seu código de verificação ou os 3 números finais do seu cartão de crédito (na parte de trás). Esse último, por exemplo, sempre é solicitado para concluir uma compra por telefone – e infelizmente obrigatória, mas nesse caso, você pode questionar caso dê problema;
  2. Sempre que alguém te ligar informando ser de um banco ou coisa parecida, a qualquer sinal de desconfiança, peça para que você ligue de volta. E antes de fazer isso, ligue no número reconhecido como da instituição da qual a pessoa se identificou, e confirme se esse procedimento está sendo feito. É muito difícil pensar nisso quando a pessoa tem todos os seus dados na mão, mas lembre-se que é impossível determinar a origem de uma ligação que alguém faz para você, sem equipamentos especiais;
  3. Se você recebeu alguma ligação de banco ou similar e já forneceu seus dados, ligue imediatamente para a instituição informando o ocorrido e pedindo informações sobre o procedimento. Pode ser só uma neura sua, mas pode não ser e sua ligação impedir estragos no seu extrato.

Abaixo você pode conferir o relato de Edemilson, a pessoa que sofreu o golpe e me relatou para inserção aqui no site. Aproveito para agradecer ao Edemilson, pois seu relato pode abrir os olhos de outras pessoas e evitar que esse golpe se alastre.

Relato do golpe

Hoje de manhã recebi a ligação de um homem se identificando como gerente de relacionamento Van Gogh do Banco Real e que estava encarregado de atualizar informações e informar clientes sobre o processo de migração Real para o Santander.

Ele falava muito bem, e parecia ser realmente de telemarketing, perguntando, inclusive se gostaria que ligasse mais tarde caso eu estivesse ocupado.

Depois disso ele me confirmou vários dados e eu só precisei dizer se estava correto: nome completo, CPF, RG, nome mãe e pai, cidade de origem, endereço, etc. Além do fato de saber meu número de agência, conta e que era cliente Van Gogh.

Fato: eu não fui roubado recentemente (exceto no começo do ano, mas em Buenos Aires, na Argentina. De qualquer maneira, foram apenas cartões e CNH, não havia endereço, nem nada parecido).

Então ele afirmou que no processo de mudança quase nada se alterava, ele disse apenas que talões de cheque e cartões de crédito seriam re-enviados com a nova identidade visual do Santander.

Eu concordei em receber novos talões e cartões e ele disse que eu só precisava confirmar o procedimento informando meu código de indentificação com 3 dígitos.

Antes disso, ele reforçou que não era a senha e que a senha não  poderia ser fornecida a ninguém. Ele disse que o tal código era apenas  para me identificar no sistema.

De fato, em nenhum momento recebi qualquer comunicado do Banco Real  falando sobre o que o tal Código de Identificação, apenas cadastrei  esse número um dia no caixa eletronico e utilizo para saques.

No final da ligação a pessoa disse que devido às atualizações no  sistema do Real para comportar a migração para o Santander, que eu  ficaria hoje com o Internet Banking e o Disque Real indisponíveis mas  que amanhã tudo se normalizaria. Desliguei o telefone.

Cerca de 4 horas depois, uma pessoa do Controle de fraudes do Banco  Real me ligou para confirmar a compra de 3 regarcas no valor de R$ 100  cada na manhã de hoje.

Não reconheci a compra e foi nesse momento que percebi o golpe.

A atendente começou a dar entrada no processo de fraude e me comunicou  que: através do meu Código de Identificação, a pessoa/golpista alterou  as senha do Disque Real, cancelou meu usuário no Internet Banking,  recastrou novos usuário e senha e fez a tal compra de recarga.

Obviamente discuti revoltado sobre a possibilidade de fazer tudo isso  com apenas o código de identificação, inclusive conseguir alterar  outras senhas. Ela disse que o motivo é pq o código também é uma senha.

Em seguida ela me fez responder a várias perguntas que incluiam:  comprou pela web? outra pessoa tem acesso às senhas? E a pergunta que  fez algum sentido foi se eu fiz algum financiamento recentemente, o  que é verdade já que financei um carro pela Aymoré, que aliás, é do  Banco Real. Parece que aí existe uma brecha.

Ela também perguntou se eu tinha Bina no telefone, eu disse que sim e  passei para ela o telefone de origem da chamada do golpe: (11)  7744-2503.

No final ela me disse que em até 48hs iria creditar os R$ 300 e que eu  poderia ser contactado para prestar outroas informações. Para  normalizar a situação com as minhas senhas, terei de comparecer até a  minha agência!

Depois de desligar, eu liguei no tal celular (com meu ID de celular  desativado) e quando um homem atendeu, perguntei sobre algum Roberto e  ele disse desconhecer e se recusou a dizer de onde estava falando.

Sou correntista do banco real. E desde a migração tenho desconfiança sobre a qualidade dos serviços do santander..um exemplo é que o atendimento eletrônico fornece vários dados caso você digite o cpf de um correntista.

Recebi esse mesmo golpe, mais foi uma mulher, me confirmou tudo, mais não dei o código de acesso, pq desonfiei, e logo, meu usuário estava alterado, e recebi do banco real, o novo numero de conta e lá dizia q as senhas de nada seria alterado, somente os talões nos proximos, e cartão quando vencesse., que poderia ser usado o numero antigo ou novo. Logo recebi um telegonema do antifraude e disseram q tentaram sacar 50,,00 do meu realparcelado, mais não conseguiram pq não havia dado o código de identificação, Achei falho isso do banco. !4 anos de banco nunca tive problemas com isso. Pessoal fique atento.

Recebi uma ligação nestes mesmos moldes na quinta feira dia 25/10/2010, mas não forneci o codigo de segurança. É evidente a brecha de segurança no Santander. Fiz reclamação no banco, no Banco central e vou fazer boletim de ocorrencia. Vou levar tudo para gerente e encerrar a conta.