Você mema como eu memo? (ou, sobre tags e memes)

Assim que entrei no mundo dos blogs, comecei participando de um meme criado pelo Fábio Seixas e que me rendeu belos links, pois fui um dos primeiros a respondê-lo, e muita gente boa participou. Entrada triunfante, PR 4 em menos de 2 meses. Show! Se você não é nerd o suficiente para ter entendido completamente […]

MemeticAssim que entrei no mundo dos blogs, comecei participando de um meme criado pelo Fábio Seixas e que me rendeu belos links, pois fui um dos primeiros a respondê-lo, e muita gente boa participou. Entrada triunfante, PR 4 em menos de 2 meses. Show!

Se você não é nerd o suficiente para ter entendido completamente o parágrafo acima, vou explicar direitinho. Meme foi um termo definido por Richard Dawkings em seu blog pessoal em 1976 ( 🙂 ), associando-o a memória, unidade mí­nima de informação que tem o poder de autopropagar-se. Os memes podem ser idéias, ou parte delas, lí­nguas, cores, desenhos, sons, valores morais ou sociais, enfim. Para os blogs, os memes são discussões que envolvem vários blogs e se auto-relacionam.

Fulano escreve um texto qualquer em seu blog e gostaria que esse texto fosse discutido por outros blogs, conversado entre o cí­rculo social em que estão inseridos ou expandido em outros cí­rculos. Ele pode ou não explicitar que aquilo é um meme, na teoria não precisaria, mas só o fato de fazê-lo faz com que aquilo possua potencial memético de autopropagar-se.

Existe também um tipo de meme, que contrariando a própria idéia, se utiliza de convites para que seja replicado. A esse chamamos de “tag“, termo importado de blogs estrangeiros mas poderia ter algum outro nome mais sugestivo. Num tag, o blog que inicia o assunto indica mais alguns blogs em que ele gostaria de ver o seu texto sendo discutido, suas idéias em outras cabeças, se propagando.

Em ambas as situações, a propagação não é obrigatória, embora numa tag costuma-se responder por educação ou gentileza. É como responder uma saudação, mas depende muito do blog, da pauta e obviamente do autor. Um meme para se propagar tem que ser legí­timo e instigante. Um assunto que não possui desafio algum para o autor ou que seja tendencioso (spam em forma de meme), fatalmente será ignorado. Sumariamente.

E você, que tipo de meme gosta de participar? Que assunto instiga sua participação?

PS: Isso é um meme! 😉


Este artigo está participando da maratona Blogando24h.
Comente. Você pode ganhar uma camiseta!

Bacana este post, eu memo tu memes ele mema, nós memamos eles memão! Todos fazem meme! rsrrs

Johnny C disse:

olha… e eu que tava procurando por um meme rs… vai ser o primeiro do meu blog =)

cassio disse:

Questão Básica. Sempre pensei que para participar de um meme eu precisasse utilizar um trackback. COmo fica quem é do blogspot?

Assim, eu queria fazer um meme sobre os seguintes assuntos:

– O DINHEIRO NíƒO EXISTE

– UM ENCONTRO DE BLOGUEIROS NUNCA DARIA CERTO

– BLOGAR 24 HORAS É COISA DE NERD (HEHE, esse é pra provocar os mestres)

grande abraço. cássio

Aliaaaaaas. sei que isso nao se faz mas descobri uma promoçao no doufer e divulguei la no meu novo blog sobre como ganhar 1 iphone. Tem tambem uma sobre como ganhar um monitor LCD LG vinte e quatro polegadas…dá uma passada lá. http://www.iphone2007ipod.wordpress.com

Rodrigo disse:

ahaha interessantes isso, nao tinha visto ainda

Manoel Netto disse:

Lu, vamo lá, participa 😉

Obrigado pessoal. Vocês foram show de bola hoje.

Lucia Freitas disse:

Olha que meme bacana. Será que vou de meme ou de tag? hummmm.