Tema: Web-2.0

Maçãs verdes fritas

Maçãs verdes e brancasHoje aconteceu em São Paulo o Simpósio Executivo RMA – Comunicação e Visibilidade. Um evento voltado basicamente aos clientes da empresa, prospectos e alguns jornalistas e blogueiros foram convidados.

Foi bacana acompanhar um pessoal que cresceu na chamada mí­dia tradicional falar de comunicação em tempos de web 2.0, social media, consumer generated content, etc. Mas ainda falta muita estrada – compreensí­vel – para que essa transição se dê de forma natural e espontânea. Existem ví­cios da “Era 1.0” correndo no sangue. Ví­cios que encontramos na maioria dos clientes. Continue lendo “Maçãs verdes fritas”

Via6 fomentando redes sociais com conteúdo (Review Patrocinado)

via6 logoA Via6 começou como rede social, acabou se tornando mais conhecida por conta da Rec6 – sua ferramenta de bookmarking colaborativo e há algumas semanas deu uma reviravolta se transformando em rede de conteúdo. Agora lança mais duas ferramentas para estimular seu uso como rede, tanto social quanto de conteúdo.

Assinaturas de Conteúdo e Minha Rede

A estratégia é o uso de assinaturas, onde o usuário pode acompanhar o conteúdo compartilhado por outras pessoas, mesmo que elas não estejam em sua lista de contatos. O acompanhamento fica por conta de outro í­tem novo, chamado “minha rede”. Através dela você terá listadas todas as atividades de suas assinaturas, inserção de conteúdo, votação, adição de favoritos, entre outros. Além da movimentação em sua rede de assinaturas, você saberá também o que seus contatos andam compartilhando de conteúdo e o quanto sua rede de contatos cresceu. Continue lendo “Via6 fomentando redes sociais com conteúdo (Review Patrocinado)”

A Internet dá poder para o usuário comum

Power to the PeopleNão quis utilizar a palavra “povo” no tí­tulo desse artigo porque sabemos todos que, apesar dos vários milhões de conectados – durante o Digital Age alguns palestrantes falaram em 18 milhões, outros em 25 milhões – ainda não podemos considerar como uma mí­dia de massa, como consideramos a TV (embora tenhamos mais celulares que TVs no Brasil). Não querendo confundir muito, o fato é que a Internet dá poder para a pessoa comum.

Isso que chamamos de Web 2.0 nada mais é que uma tendência no uso da Internet, de técnicas e tecnologias que já estavam disponí­veis há anos e muitas delas já eram utilizadas antes de serem chamadas dessa forma. E essa tendência é o reconhecimento do outro lado de nossa tela. Pensamos fora do quadrado, apesar de o utilizarmos cada vez mais. Sabemos que a Internet não é um ambiente dissociado da realidade, como alguns ainda a tratam, e que além de nós de rede somos efetivamente pessoas, iguais a qualquer outra. Continue lendo “A Internet dá poder para o usuário comum”

Digital Age 2.0 – Os dinossauros que me perdoem, mas…

Suzana Apelbaum vs Luis GrotteraA evolução é fundamental e inevitável. Não adianta espernear e tentar defender o seu peixe de forma tão acirrada e radical. Estamos evoluindo – que bom! – e não tem para onde correr, ou nos adaptamos ou morremos como os dinossauros.

Publicidade 2.0 – O fim do comercial de 30 segundos

A última palestra desse primeiro dia foi mais interessante pelo final. A Suzanna Apelbaum – ex-Africa, ex-Click e sócia da Hello! – apresentou casos interessantes de sucesso na publicidade online que foram bastante questionadas pelo palestrante seguinte, Luis Grottera – CEO da TBWA\BR. O debate se estendeu após a exposição de ambos como uma espécie de mesa redonda.

Apesar de reconhecer que o Grottera estava defendendo o seu trabalho e até concordar com algumas (poucas) coisas que ele disse, é inevitável a contestação absoluta de seu principal argumento: a Internet não é isso tudo que estão dizendo! Chegou a fazer comparações absurdas como “estão dizendo que a Web 2.0 pode curar a catarata da minha avó”. Continue lendo “Digital Age 2.0 – Os dinossauros que me perdoem, mas…”

Compare preços de passagens aéreas internacionais

Vayama logoPoucos são ainda os serviços realmente úteis disponí­veis na Internet que são ao mesmo tempo ágeis, leves e bonitos. O Vayama é um deles.

Muito bem feito, o site disponibiliza numa interface agradável e intuitiva o serviço de comparação de preços de passagens aéreas internacionais. Com posicionamento no mapa, escalas, detalhes do vôo, preço, companhia aérea e praticamente tudo o que você precisa saber para comprar a sua passagem, o site é um primor de desenvolvimento. Usabilidade ao extremo (os puristas podem reclamar do Flash, mas só se for por birra). Continue lendo “Compare preços de passagens aéreas internacionais”