Tema: Google

O quanto de sua vida você coloca na rede?

É muito comum, principalmente ao conhecermos uma ferramenta ou serviço novo, nos empolgarmos a enchê-lo de conteúdo, utilizá-lo bastante para aprendermos mais e sabermos como isso pode ser útil para nós. O que pode não ser tão legal é quando esse serviço é uma rede social ou uma ferramenta de lifestreaming.

Redes Sociais são aqueles sites ou serviços que incentivam a formação de comunidades, te possibilitam procurar pessoas e se tornar seu contato (ou amigo). Alguns exemplos são os bastante conhecidos Orkut, MySpace e FaceBook. Já Lifestreamings são serviços de compartilhamento de ações e conteúdo na Internet, onde você indica vários outros serviços que utiliza (como o Twitter, Flickr, Delicious) e esse outro site agrega essas informações. O FriendFeed é um grande exemplo disso.

Inicialmente muito legal e divertido, a utilização descontrolada de serviços como esses podem se tornar uma dor de cabeça futura. Compartilhar sua vida com o mundo não é o mesmo que contar algo que te aconteceu pelo telefone com um amigo no qual confia. É bastante diferente imaginar que aquela sua foto fantasiado (ou “soltando a franga”) no carnaval será vista por seus amigos da escola e seus colegas de trabalho (ou seu chefe!). Bom senso é sempre necessário e a utilização correta das ferramentas de privacidade são bem vindas. Continue lendo “O quanto de sua vida você coloca na rede?”

Resultados de busca personalizados

O Google anunciou nessa quinta-feira (ontem, dia 20) uma nova feature em seu mecanismo de busca: a personalização dos resultados. A partir de agora – está sendo liberado gradualmente a todos os usuários – você vai poder dizer ao Big G se um determinado item retornado junto com os resultados de sua busca é ou não relevante, podendo alterar a ordem de resultados (priorizando um item mais relevante que outro) e até mesmo remover um item que não possua conteúdo de acordo com o que você busca. Além disso, você poderá fazer anotações em cada link retornado, para se lembrar depois de algum detalhe.

Inicialmente, tudo o que você alterar só vale para você – para utilizar o recurso, o usuário tem que estar logado com sua conta Google, mas a empresa não descarta a possibilidade de usar, no futuro, uma combinação de filtros feitos por usuários para construção de inteligência em seu algoritmo. Isso significa que um site que é bem rankeado para determinados termos de busca, mas não possui conteúdo relevante (cof cof sites caça-para-quedistas cof cof), por ser removido por muitos usuários, pode deixar de ser exibido para outros usuários. Alguém aí­ pensou em Bolha do AdSense? Continue lendo “Resultados de busca personalizados”

Gmail fora do ar. Você pira?

Hoje o GMail, serviço de e-mails do Google, gratuito e com enorme capacidade de armazenamento e além disso, personalizável com seu domí­nio, caiu. Não pra todo mundo, mas muita gente estava gritando no Twitter e lamentando a ausência do serviço que quebrou o paradigma de organização de e-mails como conversações.

Ok, caiu, mas isso é motivo pra tanto alarde? Você utiliza o GMail profissionalmente? Sim? Tá doido?

O Google, apesar de ser uma mega empresa, presente fisicamente em muitos paí­ses e virtualmente em quase todos (se não todos), ainda presta um serviço gratuito, web based e sem garantias. É, leu direito, o serviço que você usa profissionalmente é provido sem garantia alguma, está lá nos Termos de Uso que ninguém lê, como a quase totalidade dos serviços gratuitos oferecidos na Internet.

É claro que tem toda uma empatia, as eternas versões beta para justificar a construção on demand, a gratuidade e etc., mas me diz um motivo pelo qual você confiaria seus dados pessoais, profissionais ou corporativos a um serviço prestado sem garantias? Você por acaso aceitaria que uma empresa instalasse um alarme anti-roubo em sua casa “grátis, mas sem garantias“? Cursaria uma universidade nesses moldes? Uma babá pra cuidar de seu filho, que tal?

Dica? Se precisar colocar dados importantes (não aconselho), tenha sempre um backup local.

Adicione indicações de especialistas em seus resultados de busca

Essa do Google foi uma grande sacada, confesso e me rendo. Além dos critérios semi-desconhecidos que constroem o PageRank e são utilizados para sugerir resultados de busca, baseados nas palavras-chave utilizadas e qualidade do conteúdo, o gigante das buscas agora inclui nos seus resultados as sugestões de pessoas que você escolher confiar. É o Google Subscribed Links.

Funciona de uma forma bem natural:

  • Alguém se cadastra como editor de links no Google e sugere tantos sites quantos quiser, com palavras-chave e urls;
  • O editor fornece um link para assinatura pública [o meu link]
  • Você clica e aceita que as sugestões desse editor sejam exibidas pra você
  • A partir desse momento, quando uma busca sua coincidir com alguma das sugestões do editor, ela será exibida no meio dos resultados orgânicos com uma imagem que a destaque (exemplo abaixo)

Link sugerido do Google
Exemplo de exibição ao procurar por “jacotei”

Além do potencial jabazí­stico da ferramenta (o que pode fazer o editor perder muitos assinantes se abusar), considero uma ótima forma de “burlar” os critérios do Google para exibição de resultados. Quantos de nós nunca ficou muito puto com os resultados da primeira página quando precisamos fazer uma pesquisa séria e urgente? Se muita gente fizer sugestões e muitos forem os assinantes, uma nova forma de utilizar o Google vai nascer: o sistema de busca baseado em indicações, ou seja, nada mais “social” (Social Search?) que isso. Será que isso arranha o Digg?.

Para quem quiser receber as minhas sugestões, assine minhas indicações do Google.

Google Ad Manager – Um AdWords todinho seu

O Google anunciou seu mais novo e gratuito – para manter a tradição – produto. O Ad Manager é uma aplicação web que permite o gerenciamento completo de anúncios em páginas web, com todas as facilidade de softwares como o OpenX (antigo OpenAds) e features disponí­veis no próprio AdWords, produto de anúncios contextuais da empresa.

Pelas caracterí­sticas anunciadas, o Ad Manager tem tudo para ser mais um grande sucesso do Google, ampliando ainda mais o seu raio de atuação na Internet e principalmente na publicidade online (ouvi um gemido vindo de Redmond?). Continue lendo “Google Ad Manager – Um AdWords todinho seu”