Tema: Facebook

Convite para o novo Orkut. A Google repete a estratégia inicial

Novo Orkut : CoresO Orkut vai mudar, mas, inicialmente, não para todos os usuários. Repetindo a estratégia de sucesso do seu lançamento, para visualizar o novo site o usuário precisa ser convidado por outro que já possua a nova interface habilitada. Alguns usuário foram sorteados e já estão visualizando e testando o novo Orkut.

Com essa estratégia, o Orkut espera repetir o mesmo burburinho gerado no iní­cio das atividades da rede social no Brasil. As pessoas ficaram curiosas sobre o serviço e começavam a procurar entre os amigos e na Internet por convites. Nessa procura, acabavam gerando o interesse de outras pessoas que não haviam ouvido falar do site.

A nova interface do Orkut segue a tendência mundial dos sites de redes sociais: ser parecido com o Twitter. A seção de “atualizações” que hoje ocupa uma parte inferior da tela, virou a vedete da primeira página, da mesma forma que o Facebook fez meses atrás. A pergunta no topo, “What are you up to?”, incentivando o usuário a dizer algo para seus amigos (tal qual o Twitter e Facebook), comprova a tendência.

A estrutura do site não mudou muito, mas as alterações ao meu ver, tornaram a navegação mais simples e a aparência mais leve e limpa. Além disso, a personalização de suas páginas também será liberada. Tanto as cores do seu perfil podem ser alteradas quanto a seção “Sobre Mim” poderá utilizar mais que texto, ganhando opções de adicionar fotos, ví­deos ou aplicativos Open Social.

Num cenário onde o Facebook vem crescendo no Brasil, esse pode ser um passo importante para o Orkut manter sua liderança nesse mercado, ganhando talvez um novo fôlego.

Para saber como ganhar acesso ao novo Orkut, fique ligado em sua lista de amigos. Quem tiver o sí­mbolo í­cone do novo orkut ao lado de seu nome, já está usando a nova versão e provavelmente tenha convites para distribuir. É só pedir.

PS: Preparem-se para vendas de convites para o novo Orkut no Mercado Livre em 5 … 4 … 3 …

Mark Zuckerberg, criador do Facebook, no Brasil

Mark Zuckerberg, o fundador do gigante das redes sociais, o Facebook, participou hoje de um encontro com uns poucos blogueiros em São Paulo. Eram cerca de 10 autores e eu fui um deles. Um papo informal, nos disseram no convite, de apenas 1 hora (que acabou diminuindo).

Mark é o estereótipo da Geração Y. Visual despojado, tranquilão, na dele. Antes do papo, sua assessora conversou conosco sobre sua timidez e a dificuldade que ele tem em entender o “inglês falado pelos brasileiros“. Por conta disso, uma tradutora o acompanhou durante a conversa, traduzindo nossas perguntas feitas em português, por solicitação do Mark. Bom, sua dificuldade eu percebi, quando um dos convidados tentou perguntar em inglês e ele pediu pra repetir, já sua timidez … sinceramente não vi.

Como esperado de alguém muito jovem – Mark, que ficou milionário com seu Facebook antes mesmo de completar 20 anos, hoje tem 25 – Zuckerberg falou muito sobre suas convicções sobre o produto, sua visão otimista, sem se aprofundar em detalhes ou mesmo citar os assuntos estratégicos, comerciais e de negócio (o que eu estava ávido por saber). O grande foco da conversa, e que aparentemente será a vedete do encontro com desenvolvedores de amanhã, foi o Facebook Connect, a nova plataforma do Facebook para atrair desenvolvedores de aplicativos e integrar sites de fora de sua rede. Continue lendo “Mark Zuckerberg, criador do Facebook, no Brasil”