Tema: e-commerce

E-commerce brasileiro. Existe um modelo ideal?

Anunciada em novembro/06 e aprovada no mês seguinte, a fusão da Submarino com a Americanas.com, dando origem a B2W, já começa a dar sinais de aquisição. Com 53% do capital da nova empresa, a Americanas.com impõe seu estilo de venda, seus fornecedores e até mesmo seu comportamento padrão dentro da empresa, ditando inclusive a forma como os funcionários devem se vestir.

Ao comandar 50% do mercado de e-commerce brasileiro, juntas, as empresas são praticamente um monopólio na Internet. Uma potência varejista que certamente abocanhará mais algumas fatias do mercado após a fusão, ou seja, 2 + 2 podem chegar a 5 ou 6.

Continue lendo “E-commerce brasileiro. Existe um modelo ideal?”

Social e-Commerce ou Q.I. 2.0

– Que-ri-da! Que bolsa LINDA! Onde você comprou?
– Menina, você não vai acreditar! Comprei naquela Boutiq K-mellô da passarela! Você não vai a-cre-di-tar em quanto eu paguei!?

Todo mundo já ouviu uma conversa dessas, seja no ônibus, na rua ou até aquela sua vizinha conversando alto no telefone sem fio enquanto você tenta abrir a porta de sua casa. Pois a Web 2.0 está aí­ para reinventar conceitos.

Q.I. (Quem Indicou) 2.0, ou melhor chamando, Social e-Commerce

Dizem os especialistas em marketing que quando compramos um produto ou serviço e gostamos, normalmente fazemos a propaganda para umas 5 a 10 pessoas. E quando detestamos, esse número pode crescer de 2 a 4 vezes. Se ter um blog pode facilitar colocar a boca no mundo quando se é mal servido, também pode ser uma boa ferramenta de fazer a publicidade boa, gratuita ou não – a segunda opção na maioria das vezes. É o chamado Social e-Commerce.

Continue lendo “Social e-Commerce ou Q.I. 2.0”

Um olho aberto e outro fechado

Se no “mundo real” é muito saudável tomarmos todas as precauções para não sermos lesados, enganados, ludibriados, imaginem no ambiente virtual da Internet onde podemos artificialmente passar por qualquer pessoa – existente ou não.

Li hoje no MeioBit, um artigo onde o autor expõe mais um artifí­cio dos golpistas do Mercado Livre. Se o Mercado Pago parece uma opção segura para quem vende por lá, vale ficar atento a esse detalhe. Os golpistas estão simulando os e-mails do Mercado Pago e enviando aos vendedores ao arrematar um produto.

Confie desconfiando

Esse golpe é chamado de “engenharia social“, que utiliza-se técnicas de Phishing Scam (simular página ou mensagem de outra pessoa ou empresa para enganar usuários menos atentos), além do tradicional e criminoso uso de identidade falsa, conseguindo assim fazer com que o vendedor acredite que foi pago e enviar o produto ao falsário. Nesse caso, o Mercado Livre não se responsabiliza e a única atitude é cancelar a conta do falsário (piada?).

Esse é apenas um exemplo do que acontece diariamente não só no Mercado Livre, mas em qualquer site que envolve transações entre usuários, com ou sem intermediação da empresa responsável. Por conta disso, vale uma das premissas básicas da Internet: sempre verifique qualquer informação. Sempre!

Novo iPhone e o futuro da integração

iPhoneAgora que acabou a novela da CicaTube, podemos voltar tranquilamente aos assuntos que realmente fazem alguma diferença (em tempo: continuem com os protestos).

Apple lança o iPhone

Finalmente, após muitos rumores espalhados na Internet, a Apple anunciou o lançamento do seu produto que mistura iPod, Internet, Wi-Fi, handheld e telefone celular: o iPhone.

Com isso a Apple sai na frente mais uma vez e cria um novo hype. Quem não quer ser um feliz possuidor do novo gadget? Ainda mais rodando MacOS X, integrando vários equipamentos em um só, acessando a internet sem fio, sendo pequeno, bonito e praticamente sem botões!

Continue lendo “Novo iPhone e o futuro da integração”

m-Commerce – compre com seu celular

Beaming dataAs primeiras idéias sobre o comércio eletrônico móvel surgiram no final dos anos 90, durante a explosão das empresas .com. Embora já tenhamos caminhado bastante, ainda hoje não conseguimos alcançar os patamares previstos lá no iní­cio. As maravilhas do m-Commerce hoje estão limitadas principalmente a conteúdo para o próprio celular, como ringtones, wallpapers ou jogos, além de outros mini-aplicativos para rodar no celular, palm ou smartphone.

É claro que não podemos esquecer das iniciativas louváveis dos bancos, por exemplo, ao passar algumas funcionalidades de Internet Banking para uso no aparelhinho, ou do revolucionário Oi Paggo, que criou uma alternativa no mí­nimo curiosa para possibilitar o pagamento com celular. Continue lendo “m-Commerce – compre com seu celular”