Tema: celular

QR Code – o código de barras 2.0 (e 2D)

QR Code - Manoel NettoMobilidade e automatização de entrada de dados sempre foi, ao meu ver, a grande vantagem do código de barras tradicional. Desde o pagamento de contas até a automação de pontos de venda, o nosso velho conhecido é largamente utilizado e é de relativa facilidade de manutenção. Só dá trabalho quando não é lido (óbvio).

A grande desvantagem do código de barras é, sem dúvidas, a necessidade de um leitor apropriado. A segunda talvez seja a limitação na entrada de dados, devido ao padrão unidimensional e sequencial do modelo. Cada caractere (existem padrões que aceitam letras também) equivale a uma sequência de barras de diferentes larguras e espaçamentos. Quanto maior a mensagem inserida no código, maior será sua largura. Obviamente isso limita muito seu uso. Continue lendo “QR Code – o código de barras 2.0 (e 2D)”

Vivo Cupido – do número: (21)-9958**02.

O Vivo Cupido é um serviço oferecido pela operadora de celulares Vivo que possibilita uma espécie de “paquera por SMS“, obviamente possibilitando também que a operadora ganhe os tubos com isso (que ninguém é bobo).

De acordo com o site da Vivo, as mensagens são trocadas via celular, por SMS, o que já invalida completamente a mensagem abaixo, no entanto, é bom observar as outras dicas que toda balela possui, para ficar atento das outras vezes.

  1. Identificação. Sempre bato nessa tecla, pois, se um e-mail é enviado para você (e não genericamente para qualquer um), ele deve obrigatoriamente conter seu nome pelo menos. Seria simpático e lógico um “Oi, Fulano de Tal, você recebeu uma paquera virtual“.
  2. Preciso falar do remetente ou está bem claro que friends@care.ringo.com não é um e-mail vindo da Vivo?
  3. Dados não batem e a lógica mais uma vez age. Se a sua “paquera” tem seu e-mail ou seu número, o tal aviso da operadora não deveria omitir os dígitos do meio do celular remetente. Eles fazem isso para que as chances de alguém conhecer outra pessoa com um número “parecido” aumentem muito, aumentando também a possibilidade do clique no link malicioso.
  4. Outra coisa sem lógica: tá, considerando a possibilidade de ser uma “paquera por voz” (não seria mais fácil ligar?), o formato seria MP3 muito provavelmente. O coerente seria linkar o endereço do arquivo para que o destinatário pudesse ouvir online, diretamente de seu navegador, assim como o iJigg faz com suas músicas, por exemplo.
  5. O link para download aponta para www.box.net/shared/static/d8bspb6v24.exe, como esperado, um arquivo executável, hospedado em um servidor público qualquer. Se isso fosse legítimo, estaria hospedado dentro do site da Vivo e a extensão não seria .exe, como já falei no parágrafo anterior.

Mensagem Original (screenshot)

Balela Vivo Cupido

Mensagem Original (texto)

Assunto: Vivo Cupido – do número: (21)-9958**02.
Data: Fri, 23 Nov 2007 22:06:35 -0500 (EST)
De: Vivo Cupido <friends@care.ringo.com>

Você acaba de receber um Vivo Voz Cupido!

Vivo Cupido foi enviado de um celular para seu e-mail, do número:

(21)-9958**02.

Escute aqui seu Vivo Voz Cupido (link removido)

Vivo agora do seu celular para seu e-mail.

VIVO. Sinal de Qualidade

Uma empresa Portugal Telecom

Mensagem recebida originalmente por e-mail em 24/11/2007

[tags]Vivo, Voz Cupido, Torpedo, Celular[/tags]

Inclusão Digital. Palm lança smartphone popular

Palm CentroDepois de quase dois anos sem grandes novidades e depois do fracasso do Foleo (cuja produção foi cancelada), a Palm lança o Centro, um smartphone cheio de recursos, menor e mais leve que o Treo e com preços bem sedutores. O principal alvo é o usuário de celular que nunca comprou um smartphone – seja pelo “trambolho” ou pelo preço salgado.

Disponí­vel inicialmente só nos EUA, com uma conta na Sprint e mais US$ 100 de reembolso, o Centro custará US$ 100 (aproximadamente 180 reais), um valor bem diferente dos cerca de US$ 400 normalmente cobrados por equipamentos semelhantes. E para quem pensa que o equipamento é uma versão “pobre” do Treo, dá uma olhada nas funcionalidades: Continue lendo “Inclusão Digital. Palm lança smartphone popular”

Empresas brasileiras negam suas estratégias (em vão)

Esses dias estava conversando com o amigo Bruno Torres sobre algumas observações da postura de empresas brasileiras e estrangeiras com relação a sua comunicação, tanto com seus clientes como com o mercado. Notamos, por exemplo, que a Google e a Apple deixaram de continuar negando rumores sobre lançamento de produtos e aquisições, a partir do momento em que esses rumores eram seguidamente comprovados. Desistiram de ficar pagando mico, negando um fato que dias depois seria publicado oficialmente.

Nós, blogueiros e profissionais de Internet, presenciamos nas últimas semanas um burburinho em fóruns e blogs acerca dos problemas da BRPay e o Alexandre do Blogadão lançou a notí­cia em primeira mão: o BRPay teria sido vendida para o UOL. Na BRPay, o suporte telefônico não funcionava a contento, o suporte via e-mail negava veementemente o tal “boato” e a própria diretoria da BRPay emitiu um comunicado oficial ao Alexandre negando completamente a aquisição pelo UOL. Dias atrás, todos ficamos sabendo que era mesmo verdade. Continue lendo “Empresas brasileiras negam suas estratégias (em vão)”

A campanha “Bloqueio Não” é um engodo da Oi

Bloqueio Não. O engodo da OiOk, muita gente já está esperta com relação a isso, mas eu achei interessante ser mais um a divulgar isso, pois eu só vejo por aí­ a “campanha” se espalhando como se fosse uma coisa boa, um bem para a humanidade, um presente para os usuários. Lembrem-se: a Oi é uma empresa capitalista e só visa o lucro. Ela não está nem aí­ para você.

Você, que achou “bem bolada” a campanha, os milhões gastos com propaganda na TV e em toda mí­dia conhecida, o trocadinho pago para alguns blogueiros conhecidos colocarem um “selinho” (ah, você achou que era iniciativa em prol da campanha? Bobinho…)? Fiquem com alguns fatos importantes: Continue lendo “A campanha “Bloqueio Não” é um engodo da Oi”