Tema: Campus-Party

Notí­cias quentes sobre o bloqueio de acesso no Campus Party

Depois de muita investigação por parte da equipe técnica de rede do Campus Party Brasil (obrigado, pessoal), o acesso í  Internet já foi restabelecido na bancada do Campus Blog que estava sofrendo uma aparente censura.

Após identificarem de onde estava vindo a página que era servida com a imagem publicada (confira o texto anterior), os administradores de rede vieram aqui para conferir a relação do IP com o cabo de rede identificado (muito bem identificado, por sinal). Não demorou a encontrarmos um notebook fechado, dando a impressão de desligado, mas na verdade estava rodando um servidor DNS, Web e outros programinhas não tão inofensivos também. Continue lendo “Notí­cias quentes sobre o bloqueio de acesso no Campus Party”

Organização do Campus Party derrapa nas curvas e morre na subida

Verdade seja dita, a turma de conteúdo está dando um show na composição do quadro de palestras e oficinas, mas o tempo todo parece que pouca gente pensou na estrutura. Todo o tempo somos surpreendidos com falhas de organização e novas “regras” que não foram previamente divulgadas – algumas até sem sentido.

A primeira mais chata e melhor engolida (eu não arriscaria dizer “aceita”) é a restrição de horários. Após meia-noite, ninguém entra, ninguém sai. Como assim? Cárcere privado? Isso é crime, sabiam? Durante os dois primeiros dias houve uma certa flexibilidade com relação a isso, mas ontem e hoje já tivemos problemas, por conta de UM participante que um segurança afirma tê-lo ofendido verbalmente. Continue lendo “Organização do Campus Party derrapa nas curvas e morre na subida”

Rafael indicou um videolog para vc. (Balela.info no Campus Party Brasil)

A mensagem tem vários indícios de ter sido formulada especialmente para atrair pessoas incautas. Um layout simulando ser de um serviço de vídeos, erros de português, links obscuros e um tema que atrai curiosos. O que você não sabe é que esse Phishing Scam é na verdade uma pegadinha criada por nossa equipe para divulgar o site e os perigos de mensagens como essa.

As dicas para se identificar uma balela são muitas:

  1. O layout, apesar de simular o site videolog, não condiz com a realidade. O verdadeiro layout do e-mail de indicação de vídeos traz apenas uma pequena imagem comentando o vídeo indicado;
  2. O remetente é desconhecido, assim como o destinatário, trazendo a clara identificação de que foi enviado em massa, para um monte de futuros enganados com a brincadeira;
  3. Erros de português. Tudo bem que o remetente pode ser analfa, mas você não espera isso de um site bacana, não é?
  4. Os links apontam para endereços que não são do serviço simulado. Alguns podem ser mantidos para enganar e confundir ainda mais o usuário, mas os principais levam ao engano (que pode ser um virus, um trojan, etc);
  5. Aqui ainda temos uma observação importante, que pode servir para identificar uma balela que seja muito bem formulada. Às vezes o scammer pode se confundir e trocar nomes, como fizemos nesse e-mail, com simulação do videolog, mas citando o youtube (nada com nada, não?). É por um detalhe bobo que você pode se salvar em algum momento.

No mais, essa balela especificamente não é nociva. Como disse, foi apenas uma forma descontraída que inventamos para divulgar o site durante o Campus Party Brasil e quem sabe amealhar mais leitores e transformá-los em usuários atentos.

Se você recebeu a mensagem e chegou aqui, muito cuidado da próxima vez. Você poderia ter sido vítima de um trojan.

Mensagem original (screenshot)

Flagra Campus Party

Mensagem original (texto)

Assunto: Rafael indicou um videolog para você.
Data: Thu, 14 Feb 2008 11:00:29 -0200
De: Divirta-se no Videolog.tv

Rafael enviou um vídeo para vc!

Nossa! Conçeguiram flagrar issu lá no CampusPartty e colocaram nu youtube! Qui coisa!

Acessi o videolog e asista mutos outrus vídeos comu esse clicando aqui.

Ter o seu vídeo no Videolog.tv é tão fácil e divertido quanto publicar uma foto. Se você ainda não tem, clique aqui para criar o seu grátis.

Mensagem original criada em 14/02/2008 pela equipe Balela.INFO

A gente aumenta, mas não inventa? Mesmo?

A imprensa dita “tradicional” não aprende mesmo. Foi muito bem dito por um amigo meu há alguns minutos, que é muito mais fácil ensinar técnicas de jornalismo a um blogueiro que fazer um jornalista entender o modus operandi dos blogs.

Na pressa de criar pautas e escrever assuntos que despertem interesse do seu leitor, muitas vezes o jornalista se enrola nas palavras e acaba acontecendo o que aconteceu nessa historinha que vou lhes contar. Continue lendo “A gente aumenta, mas não inventa? Mesmo?”