Realidade Aumentada. Você sabe o que é?

Realidade Aumentada (Augmented Reality) é como é chamada a combinação de imagens reais, de preferência em tempo real, com elementos virtuais criados por computador. A maioria de nós já viu várias aplicações de Realidade Aumentada na TV, sem sequer saber o nome disso (quem liga?). Vamos lembrar alguns exemplos: a) Sabe o “tira-teima” da Globo? […]

Realidade Aumentada (Augmented Reality) é como é chamada a combinação de imagens reais, de preferência em tempo real, com elementos virtuais criados por computador. A maioria de nós já viu várias aplicações de Realidade Aumentada na TV, sem sequer saber o nome disso (quem liga?).

Vamos lembrar alguns exemplos: a) Sabe o “tira-teima” da Globo? Os comentaristas fazem “rabiscos” por cima das imagens gravadas de alguns lances, tirando dúvidas sobre um gol ou penalti, por exemplo, inserindo ainda dados como velocidade da bola ou distância percorrida; b) Lembra da Olimpí­ada passada, quando os atletas nadavam disputando com “ele mesmo” no recorde anterior? Segundo a segundo, a imagem do nadador era sobreposta com uma simulação dele próprio, como se estivesse na piscina; c) De novo na Globo, o novo cenário do Fantástico simula o ambiente de algumas matérias, misturando-o ao local onde os apresentadores estão; d) E eu já falei da previsão do tempo moderna? 😉

Todos os exemplos acima, mesmo sendo bastante evoluí­dos e em constante melhoria, tem uma caracterí­stica comum: são programados com antecedência, muitas vezes são exibidos na TV apenas na imagem pré-gravada e não permitem que nós, os telespectadores, controlemos. O que vem por aí­ em Realidade Aumentada vai muito além do entretenimento televisivo e você vai poder levá-lo a utilizações diversas, com propósitos diversos e – o melhor – interagir.

A Realidade Aumentada no celular está entre nós

Parece ficção cientí­fica para muitos, mas a Realidade Aumentada já está presente em aplicações para dispositivos móveis, como os celulares. Ainda no iní­cio, é mais comum vermos jogos, bichinhos virtuais e aplicações de localização de estabelecimentos. Tanto o ambiente Android, da Google, quanto o iPhone 3GS da Apple, são ferramentas poderosas para a disseminação de aplicativos com Realidade Aumentada. Veja alguns exemplos abaixo:

ARf, um bicho de estimação feito em Realidade Aumentada

Essa é uma das aplicações que são mais uma prova de conceito do poder dessa tecnologia. A partir de uma figura (um código de barras 2D) rastreada pela câmera do celular, um elemento virtual 3D é posicionado na imagem em tempo real, causando a impressão de que ele está realmente í  sua frente. Pode-se até mesmo interagir “tocando” no bichinho.

Metro Paris mostra onde estão as estações mais próximas, além de outros estabelecimentos

Tida como a primeira aplicação lançada de Realidade Aumentada no iPhone 3GS, o Metro Paris exibe na tela do celular o mapa das estações e linhas de metrô de Paris, além de informar a direção e distância de cada uma delas, seja em forma de bússola, seja em “placas virtuais” da imagem da câmera do aparelho. Há também a opção de localizar outros estabelecimentos, como Starbucks e McDonalds.

Presença é o novo aplicativo do Bradesco para iPhone 3GS

Reúne em um só lugar várias informações sobre agências e pontos de atendimento do banco. Telefones úteis, localização no mapa, busca por região, indicação de direção e distância através da bússola do 3GS e um gráfico posicionado nas imagens da câmera indicando localização dos pontos de atendimento no horizonte. Muito parecido com o Metro Paris, mas com pequenas diferenças de conceito (via Brain#9).

O que vem por aí­ (futurologia)

Pára-brisa do carro funciona como tela transparente e GPS integrado

Vidro do carro com realidade aumentada

Imagine que você está em seu carro e não precisa ficar olhando para o aparelho GPS no painel ou ouvindo – com atraso – as orientações em áudio do aparelho. Seu pára-brisa, completamente transparente, não impede que você enxergue o caminho, porém, você consegue ver “setas e faixas 3D” í  sua frente, indicando a direção que deve seguir, onde você está e as distâncias. Um mapa em tempo real pode ser projetado no canto da tela, para que o passageiro acompanhe o roteiro e, talvez, acompanhe os “tweets” das pessoas sobre o trânsito da região.

Lentes de contato aumentam a realidade diretamente em seus olhos

Lentes de contato com realidade aumentadaProjeto de Babak Parviz, pesquisador da Universidade de Washington, as lentes ainda não são realidade, mas já existe um primeiro protótipo. O propósito dos cientistas é desenvolver uma tela que funcione diretamente em contato com os nossos olhos e projete as imagens que precisamos sem a necessidade de um monitor ou celular em nossa frente. Existem dificuldades a serem superadas, como a radiação emitida pela antena que gera energia para alimentar o gadget, ou o sobre-aquecimento, mas é fato que, em um futuro não muito distante, isso seja perfeitamente possí­vel. E por que não, lentes intra-oculares?

Eu não duvido de nenhuma possibilidade, embora saibamos o ní­vel de probabilidade de determinada solução, desde a concretização do conceito até mesmo a adoção do mercado. Quantas pessoas você conhece que se submeteriam a um implante cerebral para ter Realidade Aumentada diretamente na fonte? Existem limites, claro, só precisamos saber quais são eles.

O que você acha?

Tenho a certeza que centenas, talvez milhares, vão se candidatar a incluir lentes intra-oculares de Realidade Aumentada, logo que a tecnologia estiver disponí­vel. Haverá uma enorme fila…

Se as pessoas fazem alterações corporais muito maiores do que isso, com piercings e tatoos, e se submetem alegremente a drogas de distorção perceptiva potencialmente perigosas, porque não o fariam para ampliar a percepção com além de tudo uma vantagem prática?

O medo não assusta a maioria. A atração da novidade e de ser o primeiro, o diferente, é muito maior.

Luiz disse:

Baixei esse app do bradesco hj