MacBook Air. Apple dá o primeiro passo para a extinção da mí­dia fí­sica

Sem dúvidas, a vedete do MacWorld 2008 foi o lançamento do mais novo notebook da Apple, o MacBook Air. Extremamente fino, leve e silencioso, o equipamento atrai pelo belo design de linhas curvas, mas não decepciona em poder de fogo. Apenas o essencial Além de enxuto – grande o suficiente para uma resolução de 1280×800 […]

MacBook Air Overview

Sem dúvidas, a vedete do MacWorld 2008 foi o lançamento do mais novo notebook da Apple, o MacBook Air. Extremamente fino, leve e silencioso, o equipamento atrai pelo belo design de linhas curvas, mas não decepciona em poder de fogo.

Apenas o essencial

Além de enxuto – grande o suficiente para uma resolução de 1280×800 não forçar a vista e pequeno o bastante para não chamar a atenção numa bolsa – e pesando apenas 1.36 Kg, o MacBook Air tem hardware reduzido para possibilitar seu tamanho, claro. HD de 80Gb ATA ou 64Gb em estado sólido (sem partes móveis), não tem drivers óticos e menos de 2 cm de altura (fechado).

Mas é um pequeno notável. Tela de 13.3″ LED backlit com resolução de 1280 x 800, processador Intel Core 2 Duo de 1.6GHz com cache L2 de 4Mb, saí­da de ví­deo digital Micro DVI, DVI ou VGA (adaptadores incluí­dos), trackpad multitouch (com funções similares ao iPhone), Wi-Fi 802.11n e Bluetooth, além de saí­da de áudio, USB 2.0 e uma fabulosa bateria que dura 5 horas (com wi-fi ligado). Sensacional!

BlueRay, HD-DVD? Tudo isso é ultrapassado

Eu já disse por aí­ (não lembro onde, para fazer o link) que o futuro é wireless. Toda essa briga de gigantes por padrões de mí­dia ótica está por fora. Com a crescente adoção de redes wi-fi por todo o planeta, em breve não precisaremos mais de CDs ou DVDs para transportar dados ou multimí­dia. Com acesso í  Internet, todo seu conteúdo poderá ser armazenado remotamente e resgatado em qualquer lugar com seu wi-fi.

Como sempre, a Apple lança nesse notebook, o que será um padrão em pouco tempo. Ninguém precisa de gravador de mí­dias óticas num laptop. Numa estação de trabalho tudo bem, a banda larga ainda não é realidade no Brasil, quem dirá um wi-fi com cobertura 100%. Mas para que diabos você precisa de um gravador de BlueRay em seu notebook? Me diz!

MacBook Air Wireless

A tecnologia wireless empregada no Air, aliada ao potencial do sistema operacional da Maçã, faz com que seu MacBook possa “pegar emprestado” um drive ótico dentro de uma rede wi-fi, esteja ele espetado em um Mac ou PC (santa aliança com a Intel e MS, Batman!). Se por um acaso você estiver no escritório e precisar instalar softwares, fazer backups ou simplesmente acessar dados de um cliente, pode usar um leitor da redondeza. Bacana, não?

De todos os produtos lançados até hoje da Apple, esse é o primeiro que eu literalmente babei. É bonito, leve, atende minhas necessidades, dura pra caramba (o maior problema do meu notebook HP é a bateria), mas infelizmente vai sair muito mais caro que meu bolso pode pagar. Aliás, mal vejo a hora dessa loja da Apple ser aberta no Brasil para ver se esses preços vão mesmo cair.

[tags]Apple,Notebook,MacBookAir,Hardware,Lançamento,MacWorld2008[/tags]

hilton disse:

qual o sistema operacional do makbook air ?

Manoel Netto disse:

Hilton,
As versões mais novas estão vindo com o Mac OS X Snow Leopard. O estoque anterior vem com Mac OS X Leopard.
Abraço

meu chefe comprou um desse hoje, trouxe aqui pro nosso departamento e disse: – se vira TI, eu quero tudo que tenho direito nele instalado, **imaginemos*** tudo que tem direito, isso ja é um tesão de maquina, quer mais o que? bom, é muito loko mesmo o Laptop, muito fino, muito leve, onde será que enfiaram o processador, a memoria, e a placa mãe? to muito fascinado pessoal.

Tiago Bugarin disse:

Lleandro, o processador é muito bom mas não recomendaria a ninguém que precise de poder e velocidade um MacBook Air.
Há muito mais entre o processador e a sensação de velocidade do que nossa vã propaganda pode explicar. 🙂

lleandro disse:

minha unica duvida e se esse processador, e rapido o suficiente para rodar programas de video pesados

Tiago Bugarin disse:

Eu, como usuário Apple de longa data preciso dizer umas coisas…
Este micro não merece mais destaque do que qualquer outro porque não traz em si mesmo nada de inovador.
Sem drive de cd/dvd: isso não é novidade. nem aqui nem na china. Já tive em minhas mão um laptop da fujitsu que não tinha drives de cd/dvd. Era um Pentium III e na época em que esse processador era o que se tinha de mais veloz. E outros já o antecediam nesta caracterí­stica.
Instalação pela rede, pegar o drive de cd/dvd emprestado: isso já se faz em qualquer sistema operacional a anos. No Windows 95, no Mac OS 8 e no Linux Conectiva 4 eu já conseguia fazer isso usando nada além do que o sistema me dava. Se o compatilhamento é por cabos ou por wifi é só uma questão de meios de transporte de informação. Nada além.
Bateria de 5hs. Qualquer laptop que se tire o drive de dvd e use backlight de LEDs pode chegar lá.
O que mais impressiona no MacBook Air não é fí­sico. Nem é o MacBook Air.

O fim da mí­dia fí­sica? ahn? Essa eu não sei se entendi e se não alguém me explique, por favor. Vai deixar de ter discos rí­gidos?
Eu, se entendi o que vocês queriam dizer é o fim da mí­dia rotável? Aí­ eu posso concordar mas daí­ a dizer que a Apple inovou… inovou entre os produtos dela.. micros sem drive de cd/dvd e com HDs SSD já existem a tempos e sofrem do mesmo problema do Air com SSD: o preço. Mais de 3500 dólares num laptop com 64Gb de memória SSD ainda não tá bom.

Concluí­ndo meus pensamentos sobre o MacBook Air.
É lindo, é poderoso, é leve, é bem desenhado e é bem arquitetado.
Não é revolucionário por si só, não passa de um MacBook mais bonito e mais leve.

A propósito, a vedete da MacWorld 2008 não foi o MacBook Air, foi o protocolo de comunicações sem fio 802.11n. Ele é o principal suporte para o MacBook Air, para o iTunes, para o Apple TV, para o iPhone e iPod Touch.
(A Apple também não foi a primeira a integrar 802.11n em seus produtos.)

@Benderm:
Muito caro?? Os concorrentes são maiores, menos potentes e mais caros.
Muito hype?? A Apple é hype!! E (in)felizmente, ela pode ser. 😉

Manoel Netto disse:

@Cesar,
Realmente falta muito ainda para o “cenário ideal”, mas é certo que esse é o futuro. A Apple só fez antecipar (talvez demais, como no caso do palmtop).

@Lu,
Tesão, né? Também não sou fanboy, nem mesmo quando lançaram o iPhone, mas esse bichinho aí­ eu adorei.

@Vinicius,
O wi-fi dele é o mais rápido atualmente e o “pegar emprestado” é coisa do sistema operacional, pra sanar (e justificar) a inexistência do leitor. Visão futurista, em minha modesta e humilde opinião.

@Graffo,
Sem dúvida a bateria de 5 horas (com wi-fi ligado, há de se enfatizar) é de longe a melhor “feature” do negócio.

@Doufer,
Eu só uso o meu leitor pra ouvir CDs. O gravador nem lembro qual a última vez que usei.

@JoaoJose,
A idéia é até boa, mas eu não sujaria meu mac de sangue usando ele como arma ;-). Prefiro usar a faca. OLHA A FACA!!

@Vanessa,
Quem sabe com a abertura da loja Apple no Brasil os preços sejam mais acessí­veis. Ela está no meio de nós (oremos…).

@Bender,
Agree. Mas não é lindo? 😉

Bender disse:

Muito caro. Muito hype, como td q vem do Jobs.

Vanessa disse:

Realmente, qual é o adicional desse wi-fi?

Bem, adorei do mesmo jeito. O preço poderia ser proporcional ao peso da máquina, não? =P

JoaoJose disse:

O Viní­cios, estava lendo sobre o Wi-Fi 802.11n e de acordo com a especificação, a velocidade nominal chega a 600mbps num alcance de 400m. De acordo com a Wikipedia, promete ser o padrão de distribuicao de media.
http://pt.wikipedia.org/wiki/IEEE_802.11#802.11n

O Steve Jobs não comentou, mas a espessura dele foi planejada para os usuários brasileiros… que de tão fino vai virar uma arma contra os ladrões, fazendo com que ninguém tenha mais medo de sair com seu Mac de baixo do braço.

Doufer disse:

Parei pra pensar e acabei por descobrir que estou a cerca de 2 meses com notebook e nunca usei o gravador de DVD. Se usei o cd foi para instalar o office, mais nada.

Graffo disse:

lol
bateria para 5 hras, isso é um ponto muito positivo, odeia baterias pq duram no máximo duas horas, e esse cache de 4mb eh um sonhe pra qualquer máquina

Viní­cius disse:

Ele é bonito sim, sem dúvidas. Agora o que o wifi dele tem de diferente dos demais pra ‘dar um passo a extinção da mí­dia fí­sica’ ou para poder ‘\”pegar emprestado” um drive ótico dentro de uma rede wi-fi’? Nada? Tudo isso é porque resolveram não colocar um drive ótico pra conseguir reduzir o tamanho?

Lu Monte disse:

Nem sou fangirl da Apple, mas sempre achei os notes dela lindos. Esse se tornou meu mais novo sonho de consumo inatingí­vel. Nem me importaria em carregar um drive de cd/dvd externo quando precisasse.

Alex disse:

@Lu Monte, Poxa, como tu me fala isso?? Inatingí­vel não… se é teu sonho mesmo, vai atrás caramba!

Cesar Cardoso disse:

Quanto ao ‘fim da mí­dia fí­sica’, ainda falta muito, particularmente porque, no mundo ‘lá fora’, alta velocidade na última milha ainda é um problema sério. O Wimax rateia e não sai da pista, a FTTH (fibra para as casas) anda a passos de cágado, não teremos 4G LTE antes de dois ou três anos etc e tal.

Ah sim. Só uma USB (pra mim é crí­tico, DETESTO COM TODAS AS MINHAS FORÇAS trackpads e touchpads de notebooks em geral e sempre uso mouse USB) e bateria não-removí­vel. Fala sério.