Lojas personalizadas podem ser uma boa forma de rentabilizar um blog

Muito tem se falado em blogs, encontros, blogcamps e conversas entre blogueiros sobre “monetização”. Mais recentemente, começou-se a mudar a expressão para “modelo de negócio” – e até o nome do blog para Mí­dia Social (fazendo um paralelo, é como um jornalista dizer que não é mais jornalista e sim imprensa 😉 ). Mas muito […]

O mapa da minaMuito tem se falado em blogs, encontros, blogcamps e conversas entre blogueiros sobre “monetização”. Mais recentemente, começou-se a mudar a expressão para “modelo de negócio” – e até o nome do blog para Mí­dia Social (fazendo um paralelo, é como um jornalista dizer que não é mais jornalista e sim imprensa 😉 ). Mas muito se fala e quase sempre chega-se a um mesmo modelo: publicidade.

Eu não sou contra publicidade, de forma alguma, mas não acredito em um único modelo, principalmente um modelo que já “estourou” muita gente nos idos de 98/99. A publicidade pode ser bem explorada não somente com venda de espaços que conhecemos por banners, sejam eles fixos, pagando por visualização ou por clique, rotativos ou animados. Isso sem falar dos diversos formatos e posicionamentos.

A publicidade mais interessante que percebo é a invisí­vel e a mais honesta é a direta, posts patrocinados, campanhas com blogueiros, etc. Existem diversos nomes para isso, mas posso comentar num outro texto. Nesse eu quero falar sobre lojas personalizadas, uma alternativa rentável que já tem muita gente usando (e gostando).

Não é necessário vender nada para ter uma loja

Para evitar confusões, devo explicar que não estou falando em constituir uma empresa no ramo do comércio, comprar ou criar produtos e revendê-los com e-commerce em seu blog. Isso pode ser muito rentável, mas vai exigir um “pouco” mais de dedicação e investimento da sua parte.

A loja da qual estou falando é simplesmente uma vitrine, que exibe os produtos de alguma empresa parceira e você ganha por ação – seja um clique ou uma compra. O modelo escolhido vai depender de sua decisão, baseada em suas visitações e experimentações pessoais, obviamente.

O pulo do gato nesse modelo é que você não precisa fazer de seu blog um quadro de anúncios, pregando publicidade em tudo que é canto, dificultando a legibilidade de seus textos e algumas vezes emporcalhando seu layout. Sua “lojinha” fica como uma área do site (sim, todo blog é um site também), acessí­vel apenas por opção do leitor ou por direcionamento do site de busca (Deus salve os para-quedistas).

O que é preciso saber para montar uma loja virtual

Muitos plugins e sistemas prontos já existem para facilitar sua vida, mas é bom lembrar que alguns são pagos, outros são “patrocinados” (você compartilha receita com o autor) e isso é justo, já que você não vai ter trabalho algum. Caso tenha conhecimentos em alguma linguagem de programação pra web, pode tentar montar a sua própria, ou utilizar dos exemplos que os sites disponibilizam para download. Em alguns casos, basta um ajuste no layout e pronto!

Há alguns dias o Jobson Lemos liberou para download gratuito o seu sistema de lojinha do Submarino (o primeiro que eu vi). É grátis, rápido, fácil de usar e (já falei que) é grátis? A única coisa que ele pede é que falem do sistema em seu blog (no mí­nimo, justo).

Além do Submarino, você pode criar uma baseada no Mercado Livre (as que mais existem por aí­), Buscapé ou JaCotei. Esses 3 disponibilizam uma solução em XML que permite a captura remota de produtos para cadastro ou exibição em seu site (procurem em suas interfaces de afiliados o que o seu parceiro disponibiliza). Bom, né?

Eu instalei esses dias uma solução pronta – só precisei fazer uns ajustes porque não estava funcionando(!) – e adaptei ao layout do blog. Chamei de Tecnolojinha. Ainda está em testes mas já decidi mudar o “motor” dela para utilizar o boo-box nas consultas (sistema em andamento). Estou ajustando e controlando, medindo, essas coisas chatas que ajudam em qualquer nova empreitada. Se puderem me dar feedbacks, eu agradeço.

Como ganhar dinheiro com lojinha na Internet

Moleza! Instale seu sistema que vai exibir os produtos do seu site parceiro, faça links em seu blog para indexar rapidamente a loja e os produtos nos sites de busca, dê uma boa tratada no sistema para exibir código limpo e semanticamente correto e espere.

Quanto melhor for a sua indexação, maior será sua visitação e conseqí¼entemente seus ganhos. Bom pra você, que fatura uma grana sem poluir seu blog; bom para seu parceiro que aumenta a visitação e as vendas; bom para seu leitor que vai continuar tendo conteúdo de qualidade sem ficar reclamando da penteadeira de adsense.

Bom pra todo mundo! Felizes para sempre, etc e tal. Comentários? Manda aí­!

Com é feita a sua lojinha hoje?? Eu vi que você casou o botão do Submarino e do Buscapé.

Charles disse:

Manoel, como você conseguiu o código de parceiro do BuscaPé (PR). Já entrei em contato com eles, mas até hoje nada.
Estou pensando inclusive em criar um sistema que inclua o MercadoLivre, Submarino e Buscapé. Boas opções para se criar uma “lojinha”.

Isso é mesmo uma idéia fenomenal. chega um ponto em que não há mais espaço para você colocar nada e o lay vai mesmo pro espaço. Uma boa do Jobson, sempre pensando “no geral”.

muito bom o post obrigado me ajudou muito Sucesso

Vinicius disse:

Olá Manoel
Qual sistema você utiliza para fazer essa lojinha dos buscapé?
Achei interessante, dá pra fazer com o boo box?

Desde já agraço
Vinicius

Boa tarde Netto
Estou usando um serviço de puxar os produtos feito para webtraffic o site é http://www.shoppingcatolico.com.br gostaria de colcoar os produtos deste site em forma de pesquisa e banner´s no site http://www.buscacatolica.com.br. voce tem alguma forma de trazer essas informações.

Viní­cius disse:

Agora todos os blogs da blogosfera terão lojas. Haha!

otima dica vou usar sucesso

Opa, tudo bem?

Parabens pela matéria… Mas uma pergunta… Aonde eu encontro o script para vitrine do Buscapé? Ja procurei em todo lugar mas nunca encontrei um script para funcionar a lojinha pelo buscapé….

Se puder me ajudar, ficaria muito grado!

Muito Obrigado

Rael
Antenando.com.br

Bender disse:

Em breve no benderblog: loja personalizada

Vamos ver se aumenta um pouco a renda do submarino.

🙂

Kaka disse:

A idéia é ótima e fica muito melhor esteticamente do que os banners se mexendo (éco).
Agora, nunca vi tantos comentários homônimos num único post!

Walter Cruz disse:

É praticamente o que faço com o submarino. A diferença é que eu uso a wishlist de lá como se fosse um gerenciador de anúncios.

Muito interessante, obrigado pelas dicas

[s]

Maneco, eu uso, vc sabe, o recurso de monetização sugerido aqui por vc, e estou dos mais felizes, como também já lhe disse. Como eu sempre digo, há muitas maneiras de fazer neston! 😉
Grande abraço!

Minha área de resenhas de livros lá no blog já virou quase isso, mas é uma idéia boa. Vou anotar aqui para maturá-la.

Ótima dica Sr. Netto. Vou começar a aplicar todas as suas sugestões 😉