Hands on Sony Vaio W Eco

Hoje fui na coletiva de imprensa para o lançamento dos modelos Sony Vaio 2010. Algumas novidades, algumas melhorias em modelos existentes, mas a estrela do evento foi mesmo o Sony Vaio W Eco, uma beleza de portátil, iniciativa mais  "verde" da Sony até então. O Vaio Eco foi concebido desde o iní­cio considerando a redução […]

Hoje fui na coletiva de imprensa para o lançamento dos modelos Sony Vaio 2010. Algumas novidades, algumas melhorias em modelos existentes, mas a estrela do evento foi mesmo o Sony Vaio W Eco, uma beleza de portátil, iniciativa mais  "verde" da Sony até então.

O Vaio Eco foi concebido desde o iní­cio considerando a redução de impactos ao meio ambiente. Desde sua tela iluminada por LEDs e livre de mercúrio, o corpo feito com 80% de plástico reciclado (que por sua vez é composto por 20% de plástico reaproveitado e 80% de plástico virgem), até mesmo na embalagem e forma de distribuição do equipamento para as lojas.

Mais fotos e detalhes após o jump.

O teclado do Vaio W Eco é bastante confortável, similar ao do MacBook, bem espaçado, silencioso e macio. Além disso seus detalhes são um charme í  parte. Apesar de essa parte interna ser da cor verde (o resto é branco), é discreto.

O Vaio Eco tem as mesmas funcionalidades que os outros modelos da série W, com o diferencial ecológico e o case (foto mais abaixo). Na lateral esquerda, podemos notar os conectores de energia, saí­da VGA para um segundo monitor ou TV, entrada e saí­da de áudio.

Na parte da frente (desculpem o foco, ou a ausência dele) temos os botões deslizantes para ligar o equipamento (í  direita) e para ativar/desativar a interface wi-fi (í  esquerda). Ao lado, leitores de cartão para MemoryStick Pro e Secure Digital (SD).

A lateral direita expõe duas portas USB 2.0, 1 porta Ethernet RJ45 10/100 além do slot Kensington para "amarrar" seu note í  mesa ;-).

A tela de LCD retroiluminada por LED tem 10,1" e funciona em resolução máxima HD (1366×768 pixels). Acelerador Intel GMA 3150 integrado, compartilhando da memória de 2GB DDR2. 320 GB de HD (não é SSD), Bluetooth, Touch Pad eletrostático e processador Atom N450 (1.66 GHz) completam esse ultraportátil de apenas 1,19Kg.

O Sony Vaio W Eco não possui embalagem individual. Ele acompanha esse case inteiramente feito com reciclagem de garrafas PET e é entregue í s revendas em embalagens com 4 notebooks, iniciativa que consegue reduzir em 20% o espaço ocupado no transporte, além de reduzir sensivelmente o uso de papelão e plástico nas embalagens. Para ser 100% alinhado com o plano da empresa, o Eco não deve ser vendido via Internet, justamente por conta da embalagem, apenas nas lojas fí­sicas parceiras.

O case (ou bolsa, como preferir) é particionado e almofadado na parte interna, para proteger o equipamento e ao mesmo tempo acondicionar cabos e outros acessórios menores. O papel que vocês enxergam na foto é o único distribuido com o Eco, com informações obrigatórias por lei. Todos os manuais são distribuí­dos de forma eletrônica.

O Sony Vaio W Eco começa a ser vendido dia 1 de abril (não é piada), nas lojas Sony Style, em 10 unidades da Fnac e Miami Store, por R$ 2.099,00 (cem reais a mais que os outros modelos da linha W).

já esta a venda no brasil?????????

Emerson disse:

Achei muito bonito, a marca “etiqueta” Sony vale um pouco mais mesmo.

Filipe disse:

Pagar 2100 por um Atom é digno de piada de mal gosto … sem sequer saí­da HDMI fica dificil comparar ele com qualquer concorrente, se é que existe concorrencia com um preço desses. Digno de Apple Maniaco.

Manoel Netto disse:

Filipe,
O que conta aqui não é performance, mas portabilidade. No caso da serie W, isso está bem coberto. Poder de processamento não é o objetivo de um ultraportatil.
Abs

Filipe disse:

Concordo Manoel, me referi ao preço dos concorrentes. É fácil encontrar netbooks com as mesmas configurações e com o diferencial do HDMI por R$1.200,00 ou menos. Acho legal a iniciativa “Eco” mas pagar R$900,00 a mais só pela etiqueta “Sony” (vide brincadeira com a Apple) não soa vantajoso, me sentiria mais explorado que ajudando. Gosto da marca mas a linha de Notebooks deixa muito a desejar, independente do preço.

Patricia disse:

Sem contar o diferencial “eco” apresentado, que deveria também ser levado em conta na escolha de um aparelho. Quando for possí­vel aliar performance, portabilidade e sustentabilidade, será perfect!

Demis Hasler disse:

@Manoel Netto, por 2 mil reais poderia usar o intel SU e HDMI, ainda mais por se tratar de sony, o atom já está ultrapassado e gasta quase a mesma coisa.

@Filipe, a “SONY” sony não leva só a etiqueta, a Sony só perde pra Asus e Toshiba em confiabilidade e defeitos de fábrica. Já não é o quesito da HP e Gateway que são as que mais dão defeitos de fábrica no mundo.